quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Tesourinho Pertinente: Nova Lei do Tabaco

Estive tentado a editar novo texto sobre a aplicação da nova Lei do Tabaco, mas recordei o texto escrito a 3 de Maio de 2007 e verifiquei que a minha opinião não se alterou, apenas tenho de a citar, pela pertinência actual e pelo maior número de participações presentes neste espaço.

"Sou suspeito pelo facto de ser fumador passivo, no entanto esta é uma medida que só peca por tardia por impossibilidade de ser resolvida no plano moral, obrigando a uma resolução no plano legal.
De facto, se a consciência humana promovesse o respeito, liberdade e dignidade pelo próximo, moralmente o acto de fumar em locais públicos já teria sido ultrapassado ou bastante diminuído. Contudo, continuo a assistir a estabelecimentos públicos marcados por uma nuvem de fumo que incomoda as pessoas que por alguma razão foram mais fortes que o tabagismo, mas que ao mesmo tempo não são respeitadas por essa opção.
Sendo assim, concordo com a proposta sobre a nova Lei do Tabaco, permitindo um maior respeito pelos fumadores passivos e criando espaços reservados para os fumadores activos. Além disso, julgo que esta Lei terá que implicar uma maior aposta na prevenção anti-tabágica para prevenir cada vez mais o problema em vez de o censurar, investir mais nos tratamentos anti-tabágicos para que haja um maior número de opções viáveis e salutares além das probições antitabágicas, e, inevitavelmente, existir o controlo necessário para o cumprimento da Lei.
Acredito que esta Lei não deixará de ser polémica, assim como o meu comentário. No entanto, compreendendo as posições contrárias à minha posição que destacarão as dificuldades íntrinsecas ao controlo de uma dependência, adopto um princípio fundamental nesta questão: o respeito pela liberdade humana, tanto a minha, como a dos outros.
Aguardo por uma discussão saudável e construtiva, continuando a respeitar qualquer género de posição, porque todos os comentários são benvindos."

Sejamos justos e imparciais, e numa análise fria da realidade percebemos que no meio de incoerências e opções arriscadas e/ou erradas do Governo, há leis correctas e defensoras da sociedade, da saúde e do seu bem-estar. Apenas acrescentaria que a lei não me afastará de amigos fumadores, a lei ditará o respeito que faltava entre mim e os meus desconhecidos. Haja bom senso!

17 comentários:

blue angel disse...

ola,
eu sou fumadora mas tambem axo que se os fumadores querem fumar que fumem sozinhos,e que nao sufoquem os outros
por isso axo que esta nova lei é principalmente para aqueles que nao nao respeitam o proximo

jokinhas e bom ano

Gonçalo disse...

Olá Blue Angel, benvinda ao "Sabor Da Palavra" e obrigado pelo teu comentário.
Um comentário que tem especial relevo dado ser vindo de uma fumadora e da opinião não ser suspeita, e deixa-me que te diga, concordo contigo, concordo com a lei mas julgo que não deveria ter sido criada, porque se houvesse civismo e respeito pelo outro, a lei era desnecessária.
Beijinhos e Feliz 2008:)

blue angel disse...

ola gonçalo voltei para te perguntar porque é o meu blog vai ficar desatualizado dentro de 5 dias?
se poderes responder

jokinhas

Gonçalo disse...

Olá Blue Angel, o teu blog não vai ficar desactualizado, vai ficar desactualizado o teu endereço, por uma simples razão, o 30 será substituído pelo 31;)
Beijinhos e aproveita este fim-de-semana ao máximo:)

Anónimo disse...

Olá Gonçalo, não poderia ir dormir sem passar pelo teu bloge, concordo plenamente contigo, também sou fumadora passiva, fumo o que os outros fumam, e concordo plenamente que existam sitios para quem quer fumar e para quem não quer, se os combóios já tem, os aviões também, porque não criarem infraestruturas na maioria dos locais públicos para essas pessoas. Não tirem a liberdade às pessoas, deram-lhe a liberdade toda de uma vez, que a maioria dos jovens faziam tudo para puderem dizer que eram livres, quando só estavam agarrados a uma forma imposta, não era a deles, era a que lhe tinham dado, e eles sem saberem o que queriam, diziam que eram livres, agora tiram....
Enfim Governo complicado, mais uma forma de fazerem estudos sobre o "impacto ambiental e humanistico" do tabaco.
Uma beijoca grande
Ana Borges

Anónimo disse...

Gonçalo, amanha vou ver um filme!

Chama-se pesadelo em Coimbra.

Dá ás 19:15 horas
Na tvi
Não conheces??

Actor principal chama-se Paulo Bento

lol

Gonçalo disse...

Olá Ana, concordo contigo, apenas acho que o governo com estas medidas está a dar a liberdade em equilíbrio, o que é muito positivo.
Beijinho grande para ti:)

Gonçalo disse...

LOL

Olá Né, eu também vou assistir a um filme semelhante e na primeira fila (eu serei aquele com um cartaz a dizer "Mãe, estou aqui:)") mas julgo que o título do filme será "O renascimento em Coimbra", tendo o mesmo actor principal.
Um beijo grande para ti minha tola:P

Casemiro dos Plásticos disse...

ora nem mais no meio de tanta palhaçada do governo, algo de bom, o respeito na sociedade, um primeiro passo para o civismo que não existe por cá?
abraço e boa semana.

Gonçalo disse...

Casemiro dos Plásticos:

Mais do que uma pergunta, o desejo de que seja o primeiro de muitos passos tendo em vista o civismo e o respeito pelo próximo, entristecendo-me apenas o facto de ser uma decisão legal ao invés de ser uma decisão moral e individual. Mas não se pode ter tudo, e enquanto isso, continuaremos a assistir a ofensas verbais e gestos obscenos na estrada, como um dos exemplos...
Um abraço e um Domingo feliz:)

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

Gonçalo disse...

Obrigado pelos elogios e sendo assim acredito que regressarás, e quando puder passo pelo teu site.
Um abraço e fica bem:)

Anónimo disse...

Não vou tomar partido... até porque o futebol é apenas 0,2% da minha vida! Sinceramente, já aprendi a desligar-me. É melhor...
Faz o mesmo!

Um abraço!

Gonçalo disse...

Né, gostaria de saber como fizeste a contagem dos 0,2%...:P
Linda, o futebol é uma paixão para mim, mas uma paixão saudável pelo prazer dos seus mais íntimos segredos e conhecimentos.
Sinto que começo a ser uma pessoa com análises mais frias e imparciais da realidade, e o futebol não é excepção, e quando assim é tanto posso gritar e saltar quando foi o golo do Sporting, como ficar impávido e sereno no último minuto do jogo em Coimbra, porque percebo friamente as razões deste desaire. Mas acima de tudo, futebol é uma prazerosa paixão:)
Aquele abraço terno;)

carlos freitas disse...

Sou um fumador vertebrado e não invertebrado. Não estou aqui para responder a questões sobre fumadores passivos de muitos fumos para além daquele sobre o qual agora se expressam de forma quase diria eu fundamentalista. Concordo com leis bem feitas. Não concordo com a liberdade de proibir a existência de espaços livres de não-fumadores. Meus caros amigos apenas vos digo que até a relva já foi proíbido pisar, o fim dos avisos não criou mais pisadores de relva. Pelo contrário. A lei sobre a interrupção voluntária da gravidez não conrrespondeu a um aumento desenfreado de abortos. Não ser néscio devia ser um valor fundamental. A lei-seca norte americana produziu o quê? Clandestinidade. E não acabou com o consumo, nem com a venda de alcoól. As primeiras indicações sobre o o probicionismo tabágico em Portugal não são para levar em linha de conta. Pois o que aqui conta é a muito longa duração. Enquanto os governos facturarem, e essa devia ser a vossa próxima campanha, o apelo ao encerramento das companhias tabaqueiras por esse mundo fora, inclusive em Portugal, seria, no meu ponto de vista, interessante. Desconheço números sobre o numero de viciados em nicotina e não viciados para puder pensar que os primeiros são uma minoria. Quanto a questões de saúde...meus caros...um cancro contrai-se de muitas formas! E não é a nicotina que o provoca, não, são os produtos aditivados e que não são necessários ao fabrico de um cigarro. Por hoje basta-me!

Gonçalo disse...

Olá Carlos Freitas, fundamentalista ou não, o que é certo é que a lei anti-tabágica já está a produzir os seus efeitos, porque a realidade é que os recintos fechados estão com um ambiente mais leve e saudável. Ainda no outro dia fui a um bar que normalmente apresentava uma densa nuvem de fumo, e fiquei agradado com o ambiente suave que encontrei, sem o mínimo de odor a tabaco. Desta vez a proibição deu os seus resultados, e depois tudo será uma questão de hábito para que estes costumes se mantenham.
Quanto à composição do tabaco, se há possibilidade de produzir cigarros anti-cancerígenos, seria uma boa medida para a saúde, mas tenho sérias dúvidas, por isso esta lei e a intervenção preventiva são neste momento as acções mais credíveis.
Obrigado pela saudável discussão proporcionada e volta sempre:)
Um abraço!

Anónimo disse...

ola eu sou a bruna e eu acho que o tabaco faz muito mal aos humanosm por isso sempre que ires a fumar penssa nas pessoas que te amam e te querem sempre ao lado dela.
ivita sempre fumar.
bruna