sábado, 30 de dezembro de 2006

Balanços & Desejos


10...9...8...7...6...5...4...3...2...1...0... Feliz Ano Novo!!

A poucas horas da contagem decrescente, da abertura do espumante e da ingestão das 12 passas como manda a tradição e a superstição, é tempo de balanço pessoal.

O ano que termina foi um ano de transição pessoal e profissional e promete não ficar por aqui, anunciando-me que a transição ainda só está no seu início.

Começando pela saúde, uma das bases da felicidade, este ano foi uma repetição feliz do ano anterior, apresentando apenas uma ou duas constipações passageiras, sem grandes alterações significativas de saúde. De facto, esta situação comprova a tese de que os estágios de enfermagem criam-me anticorpos protectores das gripes anuais que me afligiam anteriormente, querendo acreditar que existiu uma época pré-estágio (Era Florzinha de Estufa) e uma época pós-estágio (Era Bifidus Activo).

Por falar em estágios, este foi o ano da transição profissional, deixando de ser estudante e envergando o título de Enfermeiro, a partir do memorável dia 26 de Julho de 2006. A pretendida transição plena de significado ficou adiada até data indeterminada, ostentando um título do qual não usufruo da forma desejada, aguardando que a máxima “Ano Novo, Vida Nova” seja uma realidade para os “potenciais” enfermeiros ainda no desemprego. Se 2006 foi marcado pelo fim de uma etapa, 2007 terá forçosamente de ser recordado pelo princípio de uma nova fase na minha vida profissional, dando os primeiros passos numa carreira em que a ambição, a evolução e o sucesso serão princípios subjacentes e desejados.

No plano afectivo, este ano marca a proximidade ao desejado amor que vinha escasseando em anos anteriores, voltando a acreditar na pureza de sentimentos humanos, e identificando-a nas pessoas especiais que tive o prazer de conhecer e criar laços de amizade, durante este ano. Ainda sem o verdadeiro amor, mas com o amor dos amigos, sinto que este é o caminho para uma das dádivas da felicidade que desejo...Ainda neste plano, destaco o fortalecimento das relações familiares associada a uma necessidade prazerosa de alimentação do amor extra-familiar a partir do amor familiar, sentindo, natural e progressivamente, que a minha família faz-me bem...

Em suma, um ano de crescimento pessoal e profissional, repleto de acontecimentos significativos e inseridos numa fase de transição com repercussões actuais e nos prósperos anos vindouros, como assim os espero.

Assim, os meus desejos anuais, apesar de repetitivos, são sempre actuais, aguardando por uma evolução para um mundo mais pacifista e coberto de amor, apoiado por uma melhoria do nível de saúde individual, para que o amor e os sucessos sejam desfrutados com maior prazer e qualidade.

Ano Novo, Felicidade Nova...Sejam Felizes:)


P.S.: BLOGosticamente falando, espero que o novo ano seja a continuidade e evolução deste blog, como sinal do meu desenvolvimento e crescente prazer pela escrita descoberto este ano.

4 comentários:

Anónimo disse...

Resumindo… foste confrontado com um ano positivo;) Parece-me…

Um post Muito Bem Conseguido…

Fico Feliz (Muito) por saber que é assim! Mais ainda quando sei que fui e sou uma das pessoas que conheceste este ano. Por ti, por mim, pela Amizade Eterna que selamos… Sou Feliz Assim, Contigo!
Quanto ao nível profissional que me parece ter tido para ti duas faces: a do final de curso (não digo fim de vida de estudante porque acredito que muito ainda terás, tal como eu, a aprender) e o consequente lançamento para o Mundo do Trabalho (Um Enfermeiro Muito Atencioso) posso dizer-te que apesar de ainda não teres tido a oportunidade de num Hospital exercer esta que considero uma das mais belas profissões, o farás um dia… e esse dia chegará em breve. Mereces, acredita que mereces. Sei que não basta isto, mas tens de acreditar que um dia estarás a tratar das pessoas como tratas das nossas almas, de forma tão meiga e querida..:). Porque tu és Assim…!

Adoro-te!

yohanan disse...

“Ontem eu chorei por tudo o que eu deixei
de falar por medo de magoar alguém...
Ontem eu chorei um choro calado, um choro escondido,
mas um choro que me deixou tranquila…”
[...desabafos de uma alma em completa solidão - suspiros de alguém que teve um inicio de ano triste e solitário... mas enfim, lá virá o dia em que a minha hora de ser feliz chegará...- a esperança é a ultima a morrer!]
Passei para te ler, e desejar um feliz ano.

Miss Poetry disse...

Gonçalo:

Se 2006 foi positivo, espero sinceramente que o teu 2007 seja o ano da concretização profissional, a par da realização nas outras dimensões de vida, nomeadamente no amor :)
Beijinhos
P.S. Tens andado desaparecido...

Anónimo disse...

E preciso viver o sonho e a certeza de que tudo vai mudar.
E necessario abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os desejos não precisam de razão, nem os sentimentos, de motivos.
O importante é viver cada momento e aprender sua duração, pois a vida esta nos olhos de quem sabe ver...
Desejo que no ano que vem, tu...
Realizes todos os teus sonhos
Descubras a cada dia coisas novas para realizar esses sonhos
Não tenhas medo de viver o momento em que eles acontecerem
E, nesses momentos, descobre novos sonhos.

Beijinhos