terça-feira, 18 de setembro de 2007

A Vantagem de Ser Enfermeiro (entre muitas)


Ah pois é, sou novamente um tio babado e hoje fiz valer o meu título profissional para atingir os meus objectivos. Senão vejamos...

(na recepção da Maternidade numa altura em que pretendia visitar a minha irmã e sobrinho)
Administrativa – Neste momento está lá uma visita, tem de aguardar que desça para que possa subir porque só são permitidas nesta hora uma visita por pessoa...
Eu – Hummm....está bem...(com aquele ar de quem espera mas não gosta)

(depois de umas voltinhas nas proximidades da recepção)
Eu – Então e se entrar como enfermeiro?
Administrativa – Ah nesse caso pode entrar, mostre o cartão ao segurança e pode subir...

Qual Simplex, qual quê, a vida é mais simples com a Via Verde “Enfermagem”...

6 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente ainda se usam de títulos para burlar as regras; e outros, por não haver títulos ou posições sociais que o qualifiquem são eliminados desta "regra a parte". A aceitação desta situação satisfaz às nossas necessidades enquanto beneficiados da mesma mas... e quando é o contrário?
Se fizermos um apanhado do número de pessoas em situações especiais que deveriam ter prioridade ao acesso a determinado serviço perceberíamos que não só os Enfermeiros teriam cartão verde como outros muitos, também privilegiados. Mas... persisto no meu questionamento :
- E o "Zè Ninguém"?
(Não tiro os teus méritos mas, as formas de forjar regras levá-nos a pensar que em outros momentos poderemos ser um "Zé Ninguém".)
* Aproveito o cantinho para deixar o meu abraço à esta nobre família portuguesa por receber mais um herdeiro. Que Deus seja a luz para todos dando sabedoria para guiar o Filipe pelos caminhos do amor.
( Beijo... Te quero, te quero, te quero.;-))

Cristina Guerra disse...

txi!! A fazer uso do poder para subir na vida!! Corrupto!

Anónimo disse...

AH! Ñ te conhecia essa faceta! Corrupto!
Corrupto!
Corrupto!
Corrupto!
Mas foi por uma boa causa, PARABENS TIO BABADO! :P
JITOS

kathy disse...

Lol...
acredita, este estatuto de Enfermeiro ajuda-nos e não é pouco...

Anónimo disse...

Boa tarde!
Nem sempre acontece essa flexibilidade! O que me deixa triste é quando essa inflexibilidade depende dos próprios colegas!
Tambem quis visitar uma sobrinha numa maternidade PORTUGUESA e passei o administrativo c/ o argumento de ser enfermeiro, passei o segurança e nem sequer conheci o colega (mandou recado) que não me deixou entrar! Tive vergonha de ser enfermeiro!

Gonçalo disse...

Não compreendo este facilitismo como corrupção ou desigualdade de tratamento, porque teoricamente o enfermeiro tem mais conhecimentos estruturais e organizativos das unidades de saúde, em comparação com profissionais fora da área da saúde, que lhe permitem respeitar o trabalho dos seus colegas em prol da estabilidade do serviço.

Quanto ao comentário anterior, não é necessário sentir vergonha dessa inflexibilidade motivada por um colega, porque não é preciso ir muito longe para perceber que a vida é feita de interesses próprios, e muitos deles só se apercebem disso quando pretendem agir segundo actos por si condenados.