sexta-feira, 13 de abril de 2007

Olhó Passarinho...


Pousar para as fotos nunca fui a actividade que mais me realizasse, ainda mais quando temos de pousar para aquelas fotografias pequeninas tipo passe para revalidação do B.I.
Pois é, hoje chegou o dia em que engoli um garfo para manter a postura na foto, coloquei aquele sorriso forçado como se a máquina fotográfica tivesse postado um autocolante de Mr. Bean em cuecas, e prometi não piscar o olho à fotógrafa enquanto o flash disparava.
Depois de mais um belo momento “Kodak”, ainda tive de pagar para ver a minha figurinha de parvo a sorrir que nem um lunático para uma máquina.
Se me permitem, nos próximos minutos vou-me rir um pouco à parva ao recordar-me deste momento, apenas um pouquinho:)

8 comentários:

kathy disse...

acredita moço, fotos para BI para mim são a maior desgraçada!
prefiro fotos rodeadas de pessoas ou a preto e branco: disfarça as imperfeiçoes da pele e ajuda a termos um sorriso mais descontrido

Maria disse...

Amigo rir é bom e dá saúde! BEIJINHOS.

Sofia Cunha disse...

Recentemente vivi um momento semelhante ao teu. É que nem da parte de pagar por uma figurinha ridícula que fiz me livrei.

Ah pois é…

Nas minhas mini mini mini mini férias da Páscoa também tive de proceder ao processo de revalidação do meu BI. Faz hoje precisamente uma semana, fui tirar as tais fotos. Vá, até não fiquei tão mal assim. Lol…

Depois, na Terça-feira, antes de me dirigir para Viana do Castelo, lá fui eu ao Registo. Quando cheguei, de BI na mão, uma das senhoras pergunta: “é para renovar?” e eu disse que sim, que era para renovar. Depois a senhora questionou-me se era para manter os mesmos dados… bem, eu disse que sim, até porque nada se havia alterado… (lol ainda não casei);) De repente, ela vira-se para mim e diz: “dê-me duas fotografias e pode sentar-se ali atrás”. E pronto, lá tive eu de dar as fotos à senhora. Sentei-me e esperei… quando dei por mim, a senhora estava a olhar-me. Perguntei se havia algum problema e ela disse que sim. Hum, perguntei baixo para mim o que seria. Depois aproximei-me do balcão e perguntei o que se passava. A senhora olha para mim e pergunta: “a menina quanto mede?” eu na minha inocência disse que media 160 cm. E não é que ela teve o descaramento de dar uma grande gargalhada? Fogo, parecia que estava a gozar. Mas que cena. Perguntei então se havia algum problema com a minha altura. Sabes o que é que ela me disse? “Vamos ter de lhe cortar pelo menos 3 cm porque no seu BI antigo constava que media 165 cm.

Bem, eu nunca tinha reparado. Mas que erro aquele. Sempre que me meço nunca passo dos 160 cm e ali havia um exagero de 5 cm … lol
… a vida é assim, por vezes exagerada … lol …

Beijinho fofinho para o menino do BI novo;)

Pekena disse...

Oiii :)

Cá eu, também não gosto nada de tirar fotos tipo passe, mas quando são das outras, adoro mesmo! Gosto de tirar fotos com o pessoal por tudo e por nada. Fico sempre a imaginar que quando for velhinha posso olhar as minhas fotos todas, sentindo as mesmas emoções tal como se esse passado, estivesse a ser vivido naquele momento.

Olha espero que tenhas entendido o que te disse, lololol. Palhaçada, não ligues!

Boa semana :)
Bjs da Pekena***

Anónimo disse...

Fotos? so se quiserem testar a resistencia do material da maquina fotográfica.
Não gosto muito confesso, e entao para o BI, é uma coisa lindissima, ou seja, fico sempre com cara de terrorista procurado:))
Mas a vida é assim, feita de fotos, nao dá para evitar...
Abraço Grande
Luis Miguel

Gonçalo disse...

Gosto de fotos artísticas, ou seja, fotos caricatas ou fora do vulgar em que a imaginação é o limite. No entanto, fotos tiradas só por tirar não aprecio, para mim deve haver motivos e vontades próprias para pousar para as fotos.

P.S.: Revalidei hoje o B.I.:)

Enfim... disse...

eu tambem não vou mt á bola com essas coisas não mas tem de ser lol

Bjokas e ri-te mt

Anónimo disse...

Que coincidência... :)eu tb tive de
proceder ao processo de revalidação do meu BI.
A pior parte foi mesmo a de tirar a foto...mas lá teve de ser...lol

Beijinho Né