quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Verdade acima de tudo?

Imaginem que tinham um amor para viver e um(a) amigo(a) para a vida com quem já tinham tido um caso íntimo. Entre a honestidade incomodativa e a ocultação perigosa, seriam capazes de revelar a intimidade com um amigo(a) ao vosso amor? Eis a questão!

3 comentários:

Alexandra disse...

Quando se ama alguém, aceita-se e pronto! As manias do amor a meio gás têm de acabar para o bem estar de todos.

Lanço-te eu uma questão:

a honestidade é incomodativa? O passado é importante até que ponto?

Volto a dizer amor / amizade de verdade aceita e compreende sem questionar e aqui está a resposta à principal questão!

Beijinhos!

Karochinha disse...

Como uma vez recebi esta resposta e a achei perfeita, repito-a aqui:
"Só te conto, aquilo que é importante para tu saberes"!
Se essa verdade é importante ser dita ao amor para viver, então sim, deve ser contada. Caso contrário, se não for assim tão importante, deve deixar-se ficar no lugar que pertence, ou seja, no passado!
Beijocas e bom ano de 2013 ;)

Raven disse...

Não sou a melhor pessoa para falar... Sou muito burra nas emoções, tenho o coração na boca e nunca evito a verdade mesmo sabendo que ela me causará problemas. Se é pelo bem da paz, não se conta. Porque a outra pessoa poderá vir a ter sérios problemas de confiança sempre que vir o tal "amigo" por perto. Eu teria.