sábado, 26 de fevereiro de 2011

O relevo do pénis!

Ontem foi dia de jantar de congresso. Convidados habituais: enfermeiros. Tema de conversa: pénis!

Situação em debate:

“ O homem que percebe que a mulher da relação actual teve um caso anterior com um “avantajado sexual” e assim tem sérios problemas que podem levar à falta de erecção em horas indesejadas!”

Continuo a achar que o tamanho sexual é um problema dos fúteis e um complemento dos interessantes. O desempenho no coito não deverá ser valor único mas valor acrescentado, e o tamanho é importante, mas nunca será problema para pessoas maduras, seguras e numa relação cúmplice!

A erecção é, simples e naturalmente, a cereja no topo do bolo!

(Música: Sean Riley & Slowriders - Houses and Wives)

24 comentários:

Sus disse...

É como dizes tamanho só interessa como complemento final, ou aos que coleccionam mulheres... porque numa relação séria esse é o pormenor menos importante, porque antes disso existem os sentimentos que levam ao estimulo cerebral que é o ponto de partida para o resto, pois é lá que as coisas se iniciam. Depois o resto... (acho que não preciso descrever! :P)

Beijito

Carolina Tavares disse...

Pois te digo que ter uma relação com um homem ¨avantajado¨ e depois com um homem que possui tamanho na média... é complicado. A diferença fica gritante.

Como mulher, sexualmente falando, faz toda uma diferença.

Mas não é somente sexo que é importante, embora seja muito importante, o mais significativo é quando se tem amor e sexo bom na mesma pessoa. Isto sim é essencial.

A Escafandrista disse...

temos que procurar soluções e não problemas. concordo contigo.

Natália Augusto disse...

É isso mesmo Gonçalo. Concordo plenamente.

Bj

Gonçalo disse...

Sus:

Ficamos a imaginar o resto sem as crianças por perto...elas são perspicazes demais para perceber os nossos pensamentos...

:P

Beijinhos e bons estímulos cerebrais :)

Gonçalo disse...

Carolina:

Gostei da tua honestidade e tento compreender a diferença que isso possa causar. Mas num ponto estamos de acordo, o amor é a essência da relação!

Beijinhos***

Gonçalo disse...

A Escafandrista:

...e este será um problema apenas para pessoas que mais nada acrescentarão senão o seu órgão sexual...

Beijinhos***

Gonçalo disse...

Natália:

Não preciso de dizer mais nada :)

Beijinhos***

Eli disse...

Estás a sair das cascas!

HEHEH

(Tinha que vir cá mandar uma piadola, já que toda a gente sabe comentar tão bem.)

Entretanto, escrevi umas tantas frases e não disse nada.

Tudo tem a importância que lhe dermos e quando há sentimento, desejo e outras coisas mais que não vou citar, então fisicamente...

Carolina Tavares disse...

Fiquei curiosa para saber que congresso foi esse. Falas-me com antecedência quando tiver congressos interessantes, quem sabe não apareço e/ou me inscrevo para apresentar trabalho.

Beijinhos

Tenho email no blog...

ana disse...

Eu costumo dizer aquela velha máxima: antes pequena e trabalhadora do que grande e molengona!

Claro que existem casos extremos - o grande enorme e o pequeno mínimo - que fisicamente fazem toda a diferença, penso. Mas não necessariamente para melhor, no caso do grande grandalhão!

Mas, e sendo o campo sexual, que é algo que também determina e muito a relação entre duas pessoas, quando existe a atracção e tudo o resto, aquilo que há é uma adaptação ao que existe. E é a partir daí que se constrói o melhor para os dois.

Não acho que seja assim tão importante marcar as diferenças em relação ao passado, mesmo em termos de tamanho. O prazer não se constrói apenas com o pénis e, pelo menos para mim, isso não importa mesmo, quando falamos em situações dentro do normal.

Mas, Gonçalo, mais uma vez reforço o que penso: a sexualidade ou o desempenho sexual não são valor único mas são demasiado importantes numa relação. E eu sou uma moça romântica, tu sabes, mas acho que num casal que nesse aspecto não funciona como casal isso cria algum atrito, ainda que muitas vezes seja escondido, camuflado. Eu acho importante e para mim faz tanto sentido um passeio bonito de mão dada e uma partilha de conversa cúmplice como uma noite de prazer inigualável, em que ambos saem satisfeitos. Com 15 ou 20 centímetros, não importa.

Beijoca primaveril!

Sus disse...

Gonçalo,
Sem dúvida que a tua resposta me fez sorrir... isto deve ser para ajudar no meu programa de fim de semana eheheh

Bom domingo :)

Rafeiro Perfumado disse...

Já dizia o outro: antes pequeno e brincalhão do que grande e mandrião.

izzie disse...

Também afloramos esse tema na nossa "comunicação" do outro dia... ou não houvesse tanta diferença de tamanho entre nós.

Não é o tamanho, muitas vezes nem a técnica que importam, é sim a ligação, o sentimento.
Tal como não será a comparação com possíveis antes e depois que irão afectar o resultado final, mas sim nós mesmos, no momento.

Beijinho de todo o tamanho para ti,

nuvemdoce disse...

Gonçalo, que belo tema para jantar de congresso. Acho que me vou candidatar a jarra de mesa, só para apreciar e disfrutar das várias opiniões. LOlll...

Voltando ao tema, o tamanho é importante sim, por mais que defendam que não, ainda mais na situação que apresentas, no entanto é como dizes e bem, não será problema numa relação madura, segura e cúmplice, até porque a cereja no topo do bolo é o motor de arranque que incentiva o processo, com imaginação, desejo, sedução, sensualidade, partilha e amor tudo o que é pequeno, vira gigante aos olhares e sentires.

Beijokas

Não demores, que fico com saudadinhasss....:):)
Beijokas ***

nuvemdoce disse...

Ah...Gonçalo, quanto ás razões físicas, relativamente a...(devo estar doida para falar nisto..mas..)..não tinha nada a ver, claro..estou a divagar, foi gira a coincidência relativamente aos assuntos, fiquei com a pulga atrás da orelha e...ESQUECE...vou tomar o comprimido da noite, quer dizer os vários...não ligues, o tamanho, os sapatos, as razões físicas, ALTO, STOP...amanhã vou estar bem, não te preocupes, basta um azulinho, um verde e um amarelinho, ok...mais o cinza e o branco, perfeito!!...

Ahahhahahaha....ÉS UM FIXOLAS!!

bEIJOKAS

Gonçalo disse...

Eli:

Não sei quem se sai mais das cascas :P

Beijinhos****

Gonçalo disse...

Carolina:

O congressou foi sobre doentes ostomizados, e para mim tinha especial interesse por trabalhar em cirurgia geral. Mas daquilo que ouvi se calhar faltava uma partilha de psicologia.

Beijinhos e até breve :)

Gonçalo disse...

Ana:

O teu romantismo encanta-me e tem o meu total apoio. Continua assim, miúda!

Flores, música, velas, luar, presentes, jantares, uma tarde de sol, uma noite à lareira, uma manhã num sofá,...

Tu sabes :)

P.S.: 15 ou 20cm? Tu pedes pouco :P

Gonçalo disse...

Sus:

Nem quero pensar no que estás a imaginar, mas agrada-me que tenhas passado um Domingo com pensamentos curiosos :P

Beijinhos***

Gonçalo disse...

Rafeiro Perfumado:

Avô Cantigas Forever!

:P

Gonçalo disse...

Izzie:

Normalmente em sintonia e com ideias muito interessantes e maduras. Nós sabemos discutir e eu quero continuar assim contigo!

Beijinhos maiores que os teus :P

Gonçalo disse...

NuvemDoce:

Presumo que fui bastante breve no meu regresso após o teu comentário, apesar de imaginar que já tenhas acabado de tomar a tua medicação multicolor e estejas em fase de hibernação para um dia mais saudável :P

Tal como a Carolina, gosto de sentir a honestidade sobre a importância do tamanho, porque de facto para vocês deve ser importante e devem referi-lo com todas as letras. Mas bonito também perceber que a essência da relação passa muito além disso conforme vocês dizem...

Assino por baixo, na parte do fixolas, também :P

Beijinhos***

Sus disse...

Eu não pensei nada do que não queres imaginar, estava apenas a falar no sentido do meu post de "sorrir... único bom programa para o fim de semana". Como tal, a tua resposta fez-me sorrir, portanto era só isso...

:))

Beijos***