sábado, 25 de novembro de 2006

André Sardet espalha romantismo em Coimbra


Coimbra é conhecida como a cidade do conhecimento como o André Sardet destacou esta noite pelo facto de todos se conhecerem...Além da aldeia em ponto grande que constitui esta cidade repleta de mística académica, destaco-a como a “Cidade do Romantismo”...De facto, quem duvidava disto esclareceu hoje todas as dúvidas, num espectáculo mágico, proporcionado por um dos génios da música nacional que já aguardava pelo reconhecimento merecido há imenso tempo...

Sejam benvindos à magia...

Assim podia ter começado o concerto desta noite, o que não sucedeu, começando pela interpretação de uma das muitas músicas envolventes e apaixonantes que Sardet tão bem sabe interpretar, com a sua voz doce e encantadora...

A noite pedia para ficar e mesmo sem Mafalda Veiga, o tema “Hoje vou ficar” não foi esquecido, sendo interpretado num dueto romântico entre Sardet e uma das cantoras da sua banda que, por sinal, mostrou uma voz à sua imagem, poderosa e sensual...

A noite fria e chuvosa lá fora contrastava com o calor e conforto proporcionado pelo “Feitiço” de uma noite de ilusão, elevada ao máximo pelas vozes em uníssono de um público deliciado pelo encanto e inocência do momento...

Após ficarmos a saber que o grande amigo de Sardet, Luís Represas, apagou hoje 50 velas, impossibilitando-o de estar presente esta noite interpretando “Se eu disser”, mais uma surpresa abrilhantou a noite...Nada mais, nada menos que...Viviane, a vocalista dos Entre Aspas, subiu ao palco e aumentou a concentração de estrelas por metro quadrado...Mais um dueto romântico, mais uma partilha de sentimentos, mais um grande momento de emoções à flor da pele...

A despedida surgiu mas o público queria mais e sabia que o melhor ainda estava para vir, sendo recompensado numa nova subida ao palco de André Sardet, ainda a tempo de nos presentear com o apaixonante tema “Quando eu te falei em amor”...Uma letra lindíssima, uma melodia envolvente e uma voz encantadora, deixou-me convicto que não seria preciso mais para deixar o público em êxtase e a representar a voz de Sardet por momentos...

Para o final ficou guardado o “Feitiço” final, levando centenas de pessoas ao mundo dos sonhos, enfrentando o mundo das amarguras com um coração mais aquecido, e acreditando mais no amor em detrimento dos conflitos e discussões quotidianas...

Coimbra exigia há muito tempo um espectáculo destes...o sonho concretizou-se e André Sardet anunciou a repetição deste sonho para 8 de Janeiro, levando ao rubro o público conimbricense sedento de espectáculos desta dimensão, numa cidade em que a cultura tem de ser mais valorizada porque espaços e assistências não faltarão...

Obrigado André Sardet, obrigado Coimbra, quero mais...

7 comentários:

sofia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
sofia disse...

Acredito que esta tenha sido uma noite de sonho para todas as pessoas que se deslocaram ao Teatro Gil Vicente em Coimbra para se deliciarem com a maravilhosa, encantadora e sempre muito doce voz de um dos vultos músicais que também eu muito aprecio, não de agora, mas desde os seus primeiros passos na Música, enquanto interprete de canções lindas, sentidas e em que o romantismo se torna marca pessoal. Sim, André Saerdet é todo aquele ser capaz de nos levar até bem perto dele e em momentos lindos espalhar a magia no ar, encantando tudo e todos com os seus doces gestos...

Um romântico, ou não fosse ele natural de Coimbra... espalhando a magia por todo o lado!

Ontem quando li o teu testo senti-me frente do palco, bem pertinho da maravilhosa voz deste nosso encantador músico. Parecia transportada até lá, vivendo cada música por ele cantada e pedindo mais e mais naquela noite...

Digno do actual reconhecimento André Sardet é para mim, e sem margens para dúvidas, uma das mais belas vozes da panorama musical português, sendo que todo o seu trabalho deveria, em minha opinião ter sido já reconhecido há muito tempo. Belas músicas, lindas interpretações André Sardet é a voz do momento!

Ouçam as lindas músicas deste cantor.. eu tenho razão!
Sejam felizes, "na sua companhia";)

MissPoetry disse...

Amigo:
Com as tuas palavras, viajei até ao palco do Sardet e mergulhei na fantasia e sentimento dessa noite tão especial.
Um beijinho :)

yohanan disse...

Eu adoro "andré sardet" ele "enfeitiça" qualquer ouvinte das suas musicas. Só n tive oportunidade de o ir ver, pois ja estava esgotado, haverá mais oportunidades com certeza. beijinhos** e aparece lá no jardim ;)

Gonçalo disse...

Querida Sofia:

"Um romântico, ou não fosse ele natural de Coimbra... espalhando a magia por todo o lado!"

Se com esta frase quiseste atingir o "je" fico muito agradecido porque é sinal que o meu romantismo na vida tenha sido transmitido pela A1 até chegar ao Norte e quem sabe atingir essa bela terra de seu nome Paredes de Coura;)

"Ontem quando li o teu testo senti-me frente do palco, bem pertinho da maravilhosa voz deste nosso encantador músico. Parecia transportada até lá, vivendo cada música por ele cantada e pedindo mais e mais naquela noite..."

Para já não é testo, é texto;) Sou terrível, não me escapa nada...:)
Fico feliz pelas minhas palavras conseguirem transportar as músicas de Sardet, ficando ainda mais satisfeito quando pedes mais e mais naquela noite...Não foi essa a minha intenção:)

"Digno do actual reconhecimento André Sardet é para mim, e sem margens para dúvidas, uma das mais belas vozes da panorama musical português, sendo que todo o seu trabalho deveria, em minha opinião ter sido já reconhecido há muito tempo. Belas músicas, lindas interpretações André Sardet é a voz do momento!"

Momento tardio mas Portugal é um país que vive de modas e só reconhece trabalho quando está na ribalta, porque Foi Feitiço é uma música antiga que nunca a ouvi passar tanto nas rádios como passa agora...Explicações? Não sei ou não quero pensar nisso...

Gonçalo

Gonçalo disse...

Querida MissPoetry:

Para ti já é um hábito mergulhares em palcos, e acredito que também transmitas fantasia quando estás a representar;) Continua com o sonho de brilhares mais alto porque nunca se sabe...

Gonçalo

Gonçalo disse...

Querida Yohanan:

O feiticeiro Sardet trouxe de facto magia a Coimbra mas de facto o teu discurso levantou-me uma questão...És de Coimbra e não conseguiste bilhete a tempo ou querias assitir a um espectáculo dele noutro local de Portugal mais perto da tua residência?
Vou continuar a passear no jardim;)

Gonçalo