domingo, 3 de junho de 2012

Rock In Rio: eu fui!



Começa a ser um clássico de dois em dois anos. Rock In Rio: eu vou! Neste caso, eu fui, mais uma vez. E numa noite de clássicos.

Os clássicos portugueses The Gift foram os agitadores de emoções. Um bom ensaio geral para uma noite de grandes emoções. A Primavera antes do calor do Verão. E tal como a estação da Primavera, actuação curta demais para uma das melhores bandas portuguesas. Mereciam mais tempo para revelar todo o seu esplendor, mas desígnios da organização assim obrigam...

Ok, Do You Want Something Simple?

O público respondiu afirmativamente e passou da Primavera para a simplicidade dos tons de Verão da Joss Stone. Esta miúda prova que a beleza está nas coisas mais simples. Os seus longos cabelos loiros, o seu olhar brilhante, o seu sorriso de menina e um vestido de cores claras definindo bem as curvas da sua elegância. Começa a música e um talento vocal imenso enche por completo a cidade do rock na sua transformação do dia para a noite. Pôr-do-sol magnífico! E pelo meio uma voz no público chega a dizer que "nem a Luciana Abreu". Para mim a maior surpresa foi a sua capacidade de interacção com o público. Nota máxima!

Noite cerrada. Calor imenso. Pernas cansadas. Gente sentada no chão. E o Bryan que não aparece... Até que o canadiano mais famoso do mundo entra em palco e arrebata os milhares e milhares de fãs que se aglomeravam por toda a cidade do Rock. Inúmeras cabeças e mãos no ar e nenhum sinal do chão! Hora e meia de uma intensidade fora de série entre as baladas e as grandes malhas do rock. Corações apaixonados aproveitavam para reforçar o seu amor. Muitos pés fora do chão para acompanhar o eterno ídolo da juventude nas suas famosas guitarradas. Até que surge o "Momento Youtube" e Vanessa Silva acompanha Bryan Adams em palco na música "When you´re gone". Uma dupla alegria para mim. Primeiro pela originalidade. Segundo, pela excelente actuação de uma cantora que sempre gostei e que, tal como muitos outros, continuam à espera de uma oportunidade para revelar todo o seu talento musical. Merece mais sorte, esperemos que seja desta...No final do concerto, muito cansaço e pouco fôlego. Não seria fácil a Stevie Wonder bater tamanho espectáculo. Para mim, foi o grande concerto da noite!

Além da fasquia estar muito em alta, o tempo de espera por Stevie Wonder foi imenso. Já passava da uma da manhã quando Stevie entra em palco e mostra a sua enorme qualidade artística, realçada pelas suas limitações físicas. No entanto, com muito menos público do que a actuação anterior, e os resistentes com visíveis sinais de cansaço. Dei por mim a pensar que este poderia ser muito bem um espectáculo para ver de cadeirinha. O talento está lá, é delicioso, mas os pés precisam apenas do chão.

Final de festa e a realização de um grande momento. Tudo por uma boa causa. Por um mundo melhor. Até 2014!

9 comentários:

Carolina Tavares disse...

Grande festival, e pelo visto apreciastes cada momento.

Beijinhos

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Portugal tem excelentes festivais de verão internacionalmente reconhecidos (e as figuras que aparecem no cartaz disso são prova), mas o Rock in Rio é sempre um plus, e pela causa que é, sem dúvida alguma!

Para mim o Bruce era a espera "esperada" ;) apesar de gostar muito do Bryan Adams mas que o vemos com muito maior facilidade, incluindo pelas vezes que ca tem vindo...

A participação da Vanessa Silva deixou-a radiante e a mim também. O concerto teve um bónus (como sempre tem nos concertos dele a convidar alguém ao aplaco) e embora nao lhe ache boa voz, outra coisa é o desempenho, a performance que, essa sim, sem vaidades de estar ao lado de um grande, e no palco a actuar como se ela mesmo fosse uma estrela que almeja ser conhecida mas sem vanidades nem ostentação. Cantou irrepreensivelmente, acompanhou-o na perfeição, ao ponto de ele lhe perguntar se era cantora profissional.

Stevie Wonder não me causou tanta vibração como o Bruce. Tal como Bryan Adams, igual a ele mesmo em concertos sempre fantásticos.

:)

UM abraço teu.

Raven disse...

Ainda hei-de ir contigo ao Rock in Rio! ;)
Pareces vibrar mesmo e apreciar cada lufada de ar.

Buxexinhas disse...

Grande tarde/noite... ;) Para mim 'O Concerto' foi o Brian Adams... Sublime... E os meus 'The Gift' também... Soube a pouco... O Stevie Wonder, apesar do ser o concerto que mais ansiava, talvez pelo cansaço, não me satisfez plenamente... :) O balanço é muito mais do que positivo... :D

Gonçalo disse...

Carolina:

Começa a pensar em 2014. Eu faço-te companhia! :)

Gonçalo disse...

Lobinho:

Stevie Wonder é um excelente artista, disso julgo que ninguém tem dúvidas. No RIR 2012 pecou pela organização. Chegou tarde e após um concerto intenso de Bryan Adams. Muitos não esperaram e os resistentes mostravam-se rebentados pelo último espectáculo.

Um abraço :)

Gonçalo disse...

Raven:

Seria um imenso prazer desfrutar destes momentos na tua companhia. Meta: 2014!

:)

Gonçalo disse...

Buxexinhas:

A companhia também foi excelente ;)

GATA disse...

Eu também fui... mas no Dia da Criança (1 de Junho).

Nos outros dias vi via Sic Radical - não é a mesma coisa mas não sou rica, não tenho pais ricos nem sou cliente do banco com este slogan.

Em relação à Vanessa... é curioso que os artistas "à espera de uma oportunidade" sejam contratados pelo Filipe La Feria! O pior é que continuam a ser ignorados pelo resto do país e ultrapassados por pseudo estrelas... Enfim...