sexta-feira, 30 de abril de 2010

Escapadelas: Diário Brasileiro #4

O dia amanhece e o telefone serve de despertador. Era o novo operador turístico anunciando a chegada ao Hotel. Mas, quando abro a janela, descubro que a Europa chuvosa tinha chegado a Natal.

Mas a viagem pelo litoral norte no Buggy concretizou-se na mesma, com chuva no início e sem qualquer tipo de cobertura, sol quente pelo meio e, de novo e até ao final, chuva fria e forte que até magoava quando tocava na pele. Para incrementar o espírito de aventura, a viagem foi feita com “muita emoção”, “voando” pelas dunas no Buggy entre três “gatinhas” e o condutor, tomando banho numa lagoa com pequenos peixes, e fazendo o inevitável Skibunda e Aerobunda. Sempre com muita emoção!

Ah…saudade…

Gonçalo Cardoso, 17/4/2010

25 comentários:

Vanessa Carvalho disse...

Os camelos também estavam incluidos no programa?

Realmente a luz faz toda a diferença na fotografia... tenho uma fotografia nesse mesmo sítio (lagoa) estava sol, até a água tinha outra cor...

Estou contigo... Ah...saudade...

Beijinhos! :)

Celisol disse...

Vir a este blog não está a ser saudável, sinto que a inveja faz mal à saúde :P

Não sei se volto...tenho que reflectir...

Já está!

Claro que volto, eu lá vou conseguir resistir!
Bbbbbeijos

Gonçalo disse...

Vanessa:

Não são camelos, são dromedários e não estavam incluídos no programa. A lagoa estava mesmo com uma água muito escura, a chuva retirou algum encanto, de facto...

Mas tenho saudades, são sempre momentos que nos preenchem a alma!

Beijinhos*** ;)

Gonçalo disse...

Celisol:

Não te preocupes, sou enfermeiro e tenho remédio santo para ti. Volta, sempre que quiseres!

:)

Beijinhos***

Fatucha disse...

Essas sim, foram umas férias cheias com aventura! até direito a andar no desrto... (qual indiana jones) heheh :)

Rafeiro Perfumado disse...

Odeio-te...

Gonçalo disse...

Fatucha:

Umas férias assim por ano deveriam ser obrigatórias!

Beijinhos***

Gonçalo disse...

Rafeiro Perfumado:

Um dia o feitiço vira-se contra o feiticeiro...;)

Um abraço!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Agradeço as tuas palavras la no canto e ja respondi. Mas repito aqui que nao confundas maturidade (ate porque nao sei se sou ou se serei alguma vez) com o sentimento de tristeza e desencanto. Sobre isso como la referi, penso que a Fatucha queria exprimir apenas os valores incutidos e eses nao se incutem pos morte. Mas isso é outra historia. A humildade de opinarmos e sabermos que nem tudo sabemos é igualmente importante, ate porque nem conhecemos o outro para poder aferir assim.

Mas o importante mesmo é este post tambem de partilha que agradeço sempre que alguem torna o seu blog mais pessoal com partilhas destas.

Divertiste-te e isso é que importa :)

Abraço

Susaninha disse...

QUE SAUDADES...ESTIVE A LER O TEU DIARIO BRASILEIRO...
Deste saudade do cheiro , do skibunda, do claor , do forro, da boa vida...
Sir Gongas que SAudades....

Gonçalo disse...

Lobinho:

Quando falo em maior maturidade da tua parte, sei do que falo. Tu estás mais maduro, mais paciente, mais tolerante e estás a atribuir significado às coisas que realmente têm importância. Depois falamos melhor sobre este assunto, mas para mim amadureceste, seja por questões pós-morte ou não.

Sim, diverti-me, e quero voltar ao mundo chamado "Brasil"! Ainda há tanto por conhecer...

Um abraço!

Gonçalo disse...

Susaninha:

Só ideias para uma das tuas próximas viagens...

;)

Beijinhos***

Momentos... disse...

Que inveja...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

OLá amigo

Com o devido respeito, que sabes tu de mim e que conhecimento tens para dizer "Tu estás mais maduro, mais paciente, mais tolerante e estás a atribuir significado às coisas que realmente têm importância." Não tens este grau de conhecimento nem muitos de nós temos dos nossos amigos do quotidiano, quanto mais assim ;)

Na vida vamos aprendendo que nem sempre estamos certos. É bom, uma vez mais com o devido respeito, que comeces a aprender já!

Um abraço :)

Gonçalo disse...

Momentos:

Em breve serás tu...eu sei...:)

Beijo-te! *;)

Gonçalo disse...

Lobinho:

Com o devido respeito, que sabes tu de mim e que conhecimento tens para dizer que "Na vida vamos aprendendo que nem sempre estamos certos. É bom, uma vez mais com o devido respeito, que comeces a aprender já!"? Não tens esse grau de conhecimento nem muitos nós temos dos nossos amigos do quotidiano, quanto mais assim ;)

Na vida vamos aprendendo que a maturidade das pessoas engana. Eu já aprendi isso!

Um abraço :)

Fernanda disse...

Gonçalo

N~ºao vás por aí. Eu limitei-me a dizer que o que disseste e ainda por cfima reforçaste dizendo que sabias que eu estava di

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Amigo, não vás por aí!

Enquanto tu fazias afirmações como que certificadas a meu respeito mesmo depois de te ter dito que nao era assim, tu reincides. A diferença, Gonçalo, está no facto de eu nao te conhecer - como dizes - para falar de ti mas esse foi o teu erro agora; eu nao falei de ti mas da tua suposta certeza sobre mim.

Como digo no início, não vás por aí! Luidar mal com a crítica é sinonimo de problemas mal resolvidos, e se te escrevo isto tudo é apenas porque nao sou de aparicar ninguem como nao sou de ser frio nem rude, mas supus que te pudesse ajudar no caminho (esse sim) do crescimento; mas tens razao, tens de o fazer sozinho e nao ja vi que ainda vai ser mais longo do que supunha.

De qualquer forma conta comigo.
Ab

Gonçalo disse...

Lobinho:

Ou será Fernanda? Não percebi o nick "Fernanda" na primeira resposta ao meu comentário, e logo com as tuas palavras. Há explicação para isso?

A tua resposta assinada por "Lobinho" também está algo confusa, mas depois de ler várias vezes posso assumir que errei ao certificar-te como mais maduro, tal como já o tinha assumido antes ao afirmar que por vezes me engano relativamente à maturidade dos outros. Neste caso, infelizmente continuas na mesma!

Não lido mal com a crítica, desde que seja construtiva, lido mal com a crítica injustificada, neste caso com a falta de humildade que me assinalas. Não me revejo nessas palavras porque sou humilde para ceder e aceitar que afinal não estás mais maduro.

Um abraço :)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Amigo, continuas a ir por mau caminho. Revela que lidas muito mal com a crítica. Supunha-te mais livre. Mas ao contrário de ti não te vou chamar imaturo ;)

Quando escreves "Neste caso, infelizmente continuas na mesma" estás a voltar ao mesmo erro do teus outros comentários, ou seja, continuas a a ssumir que o que pensas é o que é. Eu nao digo que sou madutro ou mais maduro por estes dias como dizias, mas o que te disse sobre a substãncia do teu comentário e nao sobre ti continua actual, ou seja, nao me conheces o suficiente para me achares também imaturo ;)

Mas se disso conesgues chamar humildade de ti mesmo, pois bem, entao temos conceitos muito diferentes do que é ser simples e humilde. E nao vou entrar em redundancias nem eternizar essas tuas falsa certezas quer sobre a minha maturidade quer sobre a minha imaturidade. Se eu nao me avalio assim por quem sois para o fazeres tu ;););)

Sobre Fernanda, sim, estava agora com uma colega a definir funcionalidades no seu mail e ao te comentar westava ainda com o gmail dela aberto; as minhas dsculpas.

E parabens pela tua maturidade ;)

(Nao vou voltar a falar sobre mim e, consequentemente, nem lerei a tua resposta.) Um pouco de dignidade :)

Gonçalo disse...

Lobinho:

Mesmo que não leias esta resposta, quero definir aqui de uma vez por todas que nunca te chamei imaturo e não sei de onde foste buscar essa ideia. Há uma diferença entre ser mais maduro do que no passado e tornar-se maduro depois da imaturidade. Infelizmente continuas a interpretar as coisas pela negativa, por isso mesmo é que digo que nesse aspecto continuas na mesma. Poderás pensar que isto é mais uma das minhas falsas certezas e que não poderei ir por aí, mas aqui a única pessoa que não admite as suas falsas certezas és tu que continuas a julgar-me como intolerante à crítica como sendo um dado certo. Que eu saiba, fui eu quem mudou de opinião e até já assumo que não amadureceste assim tanto como tinha sentido nos últimos tempos.

Também não quero alimentar mais esta discussão. Não vale a pena!

Um abraço :)

Milhita disse...

Recordei-me de coisas boas, neste texto, também escolhi com emoção, sempre. Este sitio ficou em mim.
Obrigada

Gonçalo disse...

Milhita:

Se gostaste, não percas as cenas dos próximos episódios!

:)))

Beijinhos e até já :)

Abelhaferrona disse...

Parece que acordei de um pesadelo..... Há muito tempo que não vinha ao blog do meu Gonçalinho, e de repente andando eu a "inspeccionar" este blog, a ver por onde este malandro tem andado, que já se esqueçeu das velhas amigas, o que vale é que a velhota não se esqueceu dele, e deparo-me eu, que até ia para gabar que dentro de tanta roupa não dá para ver as belas pernocas que afinal ai existem, e deparo-me eu com uma discussão, para não ser educada e chamar-lhe troca de palavras, uma discussão sem pés nem cabeça, entre o Lobinho ou Daniel ou Fernanda e o Gonçalo, logo o Gonçalo que tanta admiração tem pela escrita do Lobinho e que me levou sem me dizer vai, mas levou-me a ler o blog do Lobinho, e entendi que apesar de escrever demasiadamente bem, acho que é muito sério para a idade que aparenta ter, acho que carrega sobre os ombros uma cruz demasiado pesada. Estou abismada, juro que não estava á espera de ler tal.
Gonçalo meu doce, um beijo desta tua amiga do fundo do coração.
AnaBorges

Gonçalo disse...

Abelhaferrona:

Eu não me esqueci de ti, estou cheio de saudades e já tentei contactar-te diversas vezes para o telemóvel, por mensagem escrita ou para conversação. Mas não atendeste. Ainda por cima porque também te queria no encontro de blogueiros. Mas vou insistir, senão sei mais ou menos onde moras e vou-te procurar :)

Quanto às pernocas, obrigado pelo elogio, também gosto :)

A discussão ou troca de palavras ficou por aqui, julgo que não vale a pena discutir pontos de vista quando o resultado será o mesmo. Eu conheço-me e quando percebo as minhas lacunas, eu assumo-as. Não é o caso, mas se perceber isto mais tarde, saberei humildemente mudar como tenho feito.

Beijinhos e até logo :)