quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Sétima Sugestão: Orphan

Título original: Orphan
Realizador: Jaume Collet-Serra
Argumento: David Johnson
Com: Vera Farmiga, Jimmy Bennett, Peter Sasgaard
Género: Terror
Classificacao: M/18
EUA, 2009, Cores, 123 min.

Sinopse: Após um aborto espontâneo, o casal Kate e John Coleman (Vera Farmiga e Peter Sarsgaard) opta pela adopção de uma criança, pensando conseguir assim superar a tristeza e retomar a vida familiar com os seus outros dois filhos. Durante uma primeira visita ao orfanato, ambos ficam encantados por Esther (Isabelle Fuhrman), uma menina russa de nove anos muito inteligente e precoce. Porém, pouco depois de ser acolhida pelos Coleman, a doce criança começa a revelar uma personalidade muito diferente da que tinha conquistado o casal, tornando-se manipuladora e instável. Após vários acontecimentos sinistros, Kate pressente que algo de errado se passa com Esther e que pode ser ela a causadora de alguns dos acidentes inexplicáveis dos últimos tempos.
Preocupada em proteger os seus, a mulher tenta a todo o custo chamar a atenção para o perigo que todos correm. Mas ninguém parece acreditar nas suas suspeitas...
Terror pelo catalão Jaume Collet-Serra, depois do sucesso de "A Casa de Cera" (2005).



Este é o primeiro texto da nova rubrica de cinema, intitulada “SÉTIMA SUGESTÃO”, título sugerido com grande criatividade pelo Daniel Silva do blogue “Sair das Palavras”. Ao Daniel, o meu agradecimento pela participação e criatividade!

A primeira escolha para esta nova rubrica recai no filme ORPHAN, um filme forte, do género terror sanguinolento q.b., que chegou a prender a minha respiração por momentos na noite anterior, que vale mais pelo princípio e pelo processo do que pelo final. O final é considerado surpreendente para muitos, para mim foi uma meia-surpresa, a revelação final tinha passado ao de leve pela minha cabeça durante o filme. Além disso, há uma informação final importante que fica em aberto.

No entanto, a história mostra-nos a capacidade manipuladora do ser humano e os riscos potenciais que poderemos correr sob os seus efeitos, podendo mesmo afastar as pessoas que mais amamos, levando à auto-destruição posterior. Por isso, estejam atentos, e priorizem com moderação as palavras dos mais próximos!

Bom filme :)

20 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

PARABÉNS pela "overture" da rubrica :) Supus ser um blog, mas de facto, assim, percebe-se quando se trata da rubrica.

Escreves sempre muito fluentemente pelo que nao me surpreende o que dizes do filme, de tal forma que quase levas a pessoa a ir ver o filme :) Nao gosto de terror (assim com uma miúda lembro-de de Carrie) mas não faz o meu estilo, o que nao significa que nao veja (como o tal Carrie).

Pensei que mais gente participasse na sugestão de nomes; fico contente, porém, por teres achado o meu criativo :) Eu também achei giro :)

Abraço

Gonçalo disse...

Daniel Silva:

Não é um blogue de cinema, é apenas uma rúbrica porque ainda não tenho capacidade para falar de cinema regularmente, tal como tenho para falar de futebol e criar um blogue exclusivo sobre o tema.
Tive pena de não existirem mais sugestões para o título da rúbrica, mas gostei muito da tua e assim ficou :)
Há filmes de terror inteligente, este é um desses casos, e além disso tem pouco a ver com o terror fácil coberto de sangue que acho detestável. E as aparências iludem! Se vires o filme perceberás esta afirmação :)

Um grande abraço :)

Susaninha disse...

NAO GOSTO NADA DE TERRORRRRRRRR:)
Nada de nada...
Adorei a ideia do encontro dos bloguistas:):)
Sempre atenta e claro um MIMINHO para o Sir Gongas:)

Gonçalo disse...

Susaninha:

Em tudo há mensagens subliminares de amor, mesmo nos filmes de terror, mas também sou selectivo neste tipo de filmes e consumo apenas terror inteligente!
Em breve haverá mais informações escaldantes sobre o encontro...
Gostei da passagem de Mr para Sir Gongas, não tarda sou condecorado pela Rainha de Inglaterra ;)

Beijinhos grandes***

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Sim, já verifiquei que é uma rubrica e não um blog; o que torna este mais enriquecido ;) Aliás, penso até que podias criar novas rubricas com o respectivo título à guisa do que fizeste agora.

Aquele abraço

Gonçalo disse...

Daniel Silva:

A intenção será sempre melhorar, e assim novas rúbricas podem surgir no seu devido tempo e com grande naturalidade. Haja criatividade!

Um grande abraço e obrigado pelo apoio :)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Pois. Reparei que afinal ja tinhas uma rubrica (dedicada à leitura). Muy bien ;)

Nao tens de agradecer o apoio. È sempre bom ver blogs activos e criativos :) Com ou sem novas rubricas.

Aquele abraço

Gonçalo disse...

Daniel:

Sim! Tenho uma rúbrica de leitura que já percebeste, e também tenho uma rúbrica de música actual, outra de clássicos musicais e uma rúbrica de reflexão intitulada "Agir para Reflectir, Reflectir para Agir".

Mas nunca é demais ter mais rúbricas, porque a acção e a criatividade estão em primeiro lugar!


Um abraço :)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Eh la... não sabia que tinhas tantas rubricas. Mas quanto mais rubricas, melhor.

Um dia vou querer uma rúbrica tua ;)

Abraço e estou sempre atento ao teu blog. Sempre.

Gonçalo disse...

Daniel:

Não sei qual o dispositivo que possuis para responderes de imediato aos meus comentários, até já cheguei a olhar para trás para saber se me estavas a espiar :P

Um dia quero a tua assinatura depois de uma dedicatória a propósito;)

Um grande abraço!

DoceSussurro disse...

Olá
Vi o filme a semana passada e adorei!!
Tem um final absolutamente surpreendente...
É um daqueles trillers que nos prende á tela! MESMO

:)

Beijinho*

Gonçalo disse...

DoceSussurro:

O final não é assim tão surpreendente como pensava, mas o filme vale pela forma como nos prende à tela sem dar conta do tempo passar :)

Beijinhos e volta sempre :)

DoceSussurro disse...

Olha, a mim surpreendeu me imenso o final... Porque pensei sempre que a "miúda" tivesse nela uma qualquer força maligna.. Pensei que "baixasse" nela algum espírito ou isso, lol...
E no final percebe se que não é nada disso!

Beijinho*

Gonçalo disse...

No final percebe-se que sofre de uma doença chamada ******* e que é uma manipuladora do pior!

:)

Beijinhos**

DoceSussurro disse...

Olá
Nunca se conta o final de um filme! :x
rsrs

Beijinho*

Gonçalo disse...

DoceSussuro:

Eu sei, mas julgo que não contei o essencial, o enigma mantém-se :)

Beijinhos e não ignores o encontro, o convite também é para ti :)

kathy disse...

JA VI ESTE FILME!!!
A EXPLICAÇÃO ESTAVA MESMO A VISTA... AFINAL A MENINA ERA TAO MALVADA PORQUE... hehehehe

besitos cariño

Gonçalo disse...

Kathy:

...afinal de contas a culpa é do *******... :P

Besitos mi cariño :)

Cristina disse...

Assisti ontem a noite!
Gostei!
Boa sugestão ;)

Gonçalo disse...

Cristina:

Obrigado e beijinhos :)