quinta-feira, 30 de julho de 2009

Palavra Puxa Palavra: "Malícia"

Não tenho por hábito ler dois livros consecutivos do mesmo autor, julgo que a riqueza cultural está no aproveitamento das diferentes perspectivas literárias simbolizadas por diferentes autores.

Foi neste sentido que li o primeiro livro de Danielle Steel, dada a curiosidade pela fama que carrega, e interesse na diversidade literária.

“Malícia” é a história de Grace, uma jovem maltratada e violada pelo pai desde os 13 anos, altura em que a mãe, vítima de violência conjugal, apresenta uma doença grave. Desenvolve-se assim um conjunto de peripécias em que Grace se envolve com inúmeras pessoas mal intencionadas, entre as quais o seu pai, e que se aproveitam da sua juventude, inocência e beleza para satisfazer os seus instintos mais primitivos. A fuga de Grace é uma constante, mas a sociedade cheia de maus vícios e desrespeito pela liberdade do próximo não permite a paz interior de Grace, nem mesmo quando esta descobre o amor.

Uma história intensa e apaixonante, com um estilo literário simples e claro, que representa uma sociedade tão corrupta como actual, provando que o amor ao próximo, neste caso o amor à família, é sempre a melhor opção! Permitam-se a ler esta obra e divirtam-se!

8 comentários:

Vera Carvalho disse...

Não conheço o livro, mas parece interessante

Gonçalo disse...

Vera:

Recomendo, um livro com uma representação da sociedade muito actual e sempre pertinente para a vida de um enfermeiro :)

Beijinhos e até breve**

André Augusto disse...

Gonçalo, até onde eu sei, o Caicedo é revelação do Equador, mas naõ teve muitas oportunidades no City. talvez dê certo no Sporting.

Se quiser fazer uma análise do Sporting ou do trio de ferro português pra que a gente coloque no blog, fique à vontade.

Abs!

Gonçalo disse...

André Augusto:

É verdade, faltaram oportunidades fundamentais a um jovem como o Caicedo para triunfar no Man City, acredito que foi para o clube certo para ter espaço para se realizar.
Em breve envio uma análise sobre os três grandes do futebol português a poucos dias do início do campeonato.
Um abraço e obrigado pela disponibilidade :)

Fragmentos Culturais disse...

Nuca li nada de Danielle Steel... devo dizer que sou bastante 'elitista', pecado meu, nas leituras que procuro!

Mas tenho arriscado de vez em quando, o último, no verão passado 'O Pavilhão das Peónias' de Lisa See! Construído a partir de uma ópera, fala de um período da história chinesa, em que as mulheres tinham que ser muito corajosas, pagando por vezes com as próprias vidas, para exprimir seus anseios, pela via literária!

Excelente semana!
Um beijo,

Gonçalo disse...

Fragmentos Culturais:

Há livros mais "comerciais" que deveriam pertencer também à "elite", tenho sugerido alguns aqui, também porque o sucesso de alguns livros comerciais não será por acaso.
ESte foi o primeiro livro que li de Danielle Steel, gostei do discurso explícito da autora e da mensagem actual que transmitiu. Uma autora a rever, mas mais tarde, agora é tempo de maior descoberta literária, implicando estilos diversos.
Gostei da sugestão que fizeste, acredito que poderás ser uma boa conselheira literária, ficarei atento :)

Beijinhos e uma semana feliz!

Eli disse...

Eu já tinha lido este post...

Na altura não quis comentar, pois tive pensamentos negativos e eu evito tê-los, quanto mais escrevê-los.

Porém, falando de livros, tu sabes que eu tenho um livro de férias... e a partir de aí, tenho que descobrir onde coloquei todos os outros!

lol

:)

Gonçalo disse...

Eli:

Um dia se quiseres podemos falar desses pensamentos negativos. Fiquei curioso, Miss Enigma!

:P