sexta-feira, 2 de junho de 2006

"O" dia da criança...


Ouvi ontem à noite que hoje era o dia dos filhos, uma vez que se celebra o dia 1 de Junho, Dia Mundial das Crianças...Julgo que é redutor atribuir este dia aos filhos, e antes disso, acredito que este é o dia dos filhos, dos pais, dos avós, porque cada pessoa tem uma criança, escondida ou não, dentro de si...
Por sua vez, hoje ao percorrer um centro comercial de grande afluência em Coimbra, constatei que nunca tinha saído à noite com tanta criança à minha volta, o ambiente infantil apoderou-se do ambiente romântico que aquele espaço reserva a determinada hora...Muitos eram os pais que satisfaziam a vontade dos filhos com a comida de plástico que estes tanto gostam...Muitos eram aqueles que os deixavam gozar este dia, mesmo que mantivessem um mal disfarçado afastamento...Muitos eram aqueles que se lembravam dos filhos apenas um dia por ano...
Talvez esta opinião seja polémica e fira suspectibilidades, principalmente de quem é pai/mãe, mas foi o que senti...parece que só se lembram dos filhos uma vez por ano, raros são os casais que se observam a passear nestes espaços com orgulho dos seus filhos nos restantes dias do ano, quando o dia da criança devia ser todos os dias...Sinto-me algo apreensivo por pressentir que o futuro seja marcado pela frieza do ser humano, desenvolvida pela falta de amor e carinho demonstrada pelos pais, conjugada por um ecrã à frente dos olhos inocentes de uma criança...E não há bem material que compense o amor e carinho da família...
O amanhã será o reflexo do presente...As crianças de hoje serão os adultos do futuro...Cultivem o amor e o carinho nestas crianças em prol de uma sociedade mais humanista...Pensem nisto;)

2 comentários:

sofia disse...

Hum, já pensei… agora resta-me fazer das tuas, as minhas palavras, pois concordo contigo, quando dizes que todos temos uma criança dentro de nós. Na verdade é assim que me sinto por vezes, uma criança, neste mundo que nem sei caracterizar pelos aspectos menos bons que iludem e se manifestam mais negativamente entre nós. O dia da criança foi ontem, é hoje e será sempre, pois a meu ver basta querer sê-lo. Considero-me uma criança adulta … ;)

MissPoetry disse...

Um dia pré-definido para seja lá o que for é sempre redutor, mas também pode ser percebido como uma forma de alerta para uma certa questão ou realidade.
É verdade que não são precisas datas para dizermos a alguém o quanto a estimamos ou para demonstrar o amor que por ela nutrimos. O dia da criança pode ser celebrado no abraço apertado à saída do carro, na entrada da escola ou no olhar cúmplice da criança com o pai ou com a mãe,ou seja em cada momento da nossa vida.
Beijos e continua Gonçalo!