sábado, 15 de setembro de 2012

Um Grito por Portugal!




Eu esperei
mas o dia não se fez melhor
e o sujo não se quis limpar,
inventou mais flores em meu redor
como se eu não fosse olhar!
Enfeitou as ruas para cobrir
terra seca de não semear
deram-me água turva a beber
dizem cura e força e solução
como se eu não fosse olhar!
Eu esperei
mas o fumo não saiu da estrada
Arde o sonho em troca de nada
Dizem festa, mas é solidão
como se eu não fosse olhar!
A mentira não se fez verdade
e a justiça não se fez mulher
A revolta não se fez vontade
Braços novos sem educação
sangue velho chora de saudade!
Eu esperei
dizem luta mas não há destino
dão-me luzes mas não é caminho
dizem corre mas não é batalha
como quem não quer mudar!
Esta corda não nos sai das mãos
esta lama não nos  sai do chão
esta venda não deixa alcançar.
cantam “armas” mas não é amor
mão no peito mas não é amar
fato justo mas sem lealdade
cavaleiro mas já sem moral
braços sujos que se vão esconder
braços fracos não são de lutar
braços baixos não se querem ver
como se eu não fosse olhar!
Eu esperei
pelo tempo transparente em nós
pelo fruto puro de escolher
pela força feita de alegria
mas o povo dorme na ilusão!
e a tristeza é forma de sinal
Liberdade pode ser prisão...
Meu Deus, livra-nos do mal
e acorda Portugal...

O país não se salva com manifestações. Isto será apenas um grito. E um grito é uma manifestação ruídosa e impaciente que não pacifica nem cura. Mas a palavra manifestação agrada-me. Lembra-me as manifestações de amor. E mesmo um grito pode ser uma forma de amar. Porque a união a uma só voz é um magnífico sinal de amor. Até já meu povo, com amor!

7 comentários:

Raven disse...

Não conhecia esta composição mas está sublime... estou boquiaberta...

ADEK disse...

Tem que se começar por algum lado! ;)

Anónimo disse...

Um grito pelo mundo inteiro!
"Porque a união a uma só voz é um sinal de amor!"
Por meio de uma fé viva e operante sejamos cada um a praticar a justiça, igualdade e fraternidade uns com os outros e conosco...pois somos iguais e o que nos torna diferentes é a maneira como vivemos e damos à vida a outrem.

Partilho um refrão musical que me chama muito a atenção para a missão que Deus nos convida a viver:
"Se alguém me quer seguir, a si tem que negar, tomar a cruz e vir, comigo a caminhar..."

Que a paz esteja em nosso caminhar.

:) Um beijinho brasileiro e bem mineiro pra você.

T E A M O ...sabia? :)

Gonçalo disse...

Raven:

Já tem algum tempo mas continua tão actual como nunca!

Gonçalo disse...

ADEK:

Estou na luta, em frente! :)

Gonçalo disse...

Flávia:

A mim tenho que negar?!

Mz disse...

Os gritos são manifestações. Acordar, acordar e ter consciência que ninguém pode sonhar por nós.