quinta-feira, 5 de abril de 2012

Relações a Dois!

Pela imagem. Pelo estatuto. Pela profissão. Pelo comodismo. Pelo medo da solidão. Tudo são razões para manter uma relação.

Num mundo onde o "mercado masculino" é fraco e as mulheres destacam-se na evolução humana, há uma cedência feminina que inverte o sentido da evolução e exalta os valores da carne fraca e sensaborona. O requinte e maturidade feminina encobrem-se na lei da oferta e da procura, subjugando o amor pela obsessão. Ciclo vicioso!

Solução?

União e solidariedade! Se a carne é fraca, será fraca para qualquer boa provadora. A rejeição surge. O vazio nasce. A reflexão proporciona-se. Mas o caminho existe. Para todos! Porque tal como diz o novo livro de Fernando Alvim: "Não és tu, sou eu"!

Imagem: http://www.guiabrasilblog.com/o-que-nunca-fazer-em-uma-relacao-a-dois/
Música: Tiago Bettencourt - Saudades eu não as quero

9 comentários:

Soul disse...

Não podia estar mais de acordo!




Bj

Carolina Tavares disse...

Em "Não és tu, sou eu"! pode ser tanta coisa, até desculpas... Sabe a pior desculpa que já ouvi... foi essa "Não és tu, sou eu"!, para não vincular, não amar... terrível.

Beijos e uma Boa Páscoa.

Buxexinhas disse...

Numa relação tem de haver cedências de ambas as partes... Para a evolução, que deixa de ser só individual e passa a ser, a dois! A verdade é que a tendência para o anulamento individual é enorme... E é aí que começam os problemas e a infelicidade... Mas o caminho existe sempre... Para todos! Não gosto do 'Não és tu, sou eu', é mais justo o 'Não és tu nem eu, somos nós' :) Beijinhos ***

xarmus disse...

muito bom... abraço

Kim III disse...

Infelizmente é assim....

Patrícia disse...

Gostei muito desta reflexão. Eu sou a favor do diálogo, da união e da solidariedade seja numa relação a dois ou em qualquer outro assunto. Se desatarmos todos a voltar à era primitiva, para que servirá a evolução do Homem, a Revolução de 25 de Abril de 1974 e todas as outras guerras ou revoluções? Tal como disseste: "Mas o caminho existe. Para todos!"

Beijinhos,
Patrícia

Daniel Silva (Lobinho) disse...

"Pela imagem. Pelo estatuto. Pela profissão. Pelo comodismo. Pelo medo da solidão. Tudo são razões para manter uma relação."

Acrescentaia só o amor :)

Um abraço. Grande.

Eli disse...

Gonçalo, sobre isso, com esta voz de fundo... não sei se posso escrever... pode ser que me saia alguma coisa que não deva.

Enfim, qualquer motivo é válido para se ser feliz com alguém, excepto quase todos. E agora!?

É tudo duvidoso e contraditório enquanto acontecer com os outros, porque só cada um sabe de si.

Ou seja, não há motivo que me mantenha com outro, a não ser que haja aquela "coisa". Só isso.

Aparências?! "Acoitadinho" de quem precisa delas, de quem ainda não evoluiu ao pensar que a sua felicidade passa por isso.

:hug:

Anónimo disse...

"De modo que já não são dois, mas uma só carne . ... distintas, mas se unem formando “Um Único Ser” (se tornam uma única carne ).Gn 2
No plano espiritual, a relação a dois remete aquilo que Deus nos ensinou: AMAR.
Gonguinha:
Aceitar o amor, aprisionado dentro de nós, é o primeiro passo para aprender a amar e, assim, vamos cuidando de nós e do outro numa relação de unidade fraterna.
A felicidade plena está em cultivar Deus no nosso dia-a-dia e, com Ele, tornamos vivo este amor.
Você mora dentro do meu coração :)
Já estou quaseeeeeeee chegando pra te dar um cheirinho :)
Fique com Deus.
Flávia