segunda-feira, 16 de abril de 2012

Brisa da Música: Miguel Araújo "Os maridos das outras"



Miguel Araújo - Os maridos das outras

Toda a gente sabe que os homens são brutos
Que deixam camas por fazer
E coisas por dizer
Muito pouco astutos, muito pouco astutos

Toda a gente sabe que os homens são brutos

Toda a gente sabe que os homens são feios
Deixam conversas por acabar
E roupa por apanhar
Vêm com rodeios, vêm com rodeios
Toda a gente sabe que os homens são feios

Mas os maridos das outras não,
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Dóceis criaturas
De outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher
Tudo o que os homens não
(Tudo o que os homens não)
Os maridos das outras são

Toda a gente sabe que os homens são lixo
Gostam de músicas que ninguém gosta
Nunca deixam a mesa posta
Abaixo de bicho, abaixo de bicho
Toda a gente sabe que os homens são lixo

Toda a gente sabe que os homens são animais
Que cheiram muito a vinho
E nunca sabem o caminho
Na na na na na, na na na na na
Toda a gente sabe que os homens são animais

Mas os maridos das outras não,
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Dóceis criaturas
De outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher
Tudo o que os homens não
(Tudo o que os homens não)
Os maridos das outras são

Se um post feminista é polémico, dois é muito mais, e consecutivos, ainda mais! Não, não tenho problemas em "Ser homem", mas concordo por inteiro com o meu último post e esta podia ter sido a música escolhida. Apesar do tom irónico da música, infelizmente há mesmo homens assim e mulheres que o permitem, revertendo os valores do amor pela obsessão e permissividade. Os maridos das outras também não são a solução. União e solidariedade feminina, precisa-se!

10 comentários:

Carolina Tavares disse...

Eu não conhecia esta música, mas gostei tanto que fiz um post só para comentar a letra dela, e dise que havia ouvido aqui.

Beijinhos

Raven disse...

Não conheço o cantor nem nunca ouvi tal música mas achei a letra o máximo! Mas também acho que só dizemos que os maridos das outras são melhores para picarmos os nossos homens, porque temos consciencia que a espécie é toda igual. Mas tens total razão quando afirmas que a culpa, muitas vezes, é nossa por permitirmos certos comportamentos e assumirmos que já são "naturais" no sexo masculino. Graças a Deus, nasci revolucionária. Acho que ambos os sexos devem fazer as mesmas coisas e não me venham cá dizer que cada sexo tem mais jeito para isto ou aquilo.

ana disse...

Eu acho que isto não passa de uma visão demasiado catastrofista das relações a dois.

E porque não julgar que as pessoas estão com as outras por amor? O amor compreende todo um espectro de atitudes e outros sentimentos, podemos pensar que exagerados, que fazem parte.

E as relações a dois também podem passar apenas por sexo, por tantas outras coisas que, desde que sejam de acordo das duas pessoas, são perfeitamente válidas.

Não devemos julgar as situações com base em conceitos de mundos de princesas e príncipes. Crescer, ser adulto, é aprender a alargar a visão sobre a vida e as relações. Não há as mulheres boas, as mulheres putas (que andam com os maridos das outras e/ou sucumbem ao sexo), os homens maus e os homens bons. Há pessoas e há situações. E cada um sabe o que sente e as razões de determinadas situações. Até o amor nem sempre é linear.

A vida é para ser vivida e se há alguma coisa que podemos fazer de forma a influenciar o nosso caminho nela é TENTAR rodear-nos de pessoas que nos tocam com a pele. Tudo o resto são conceitos, apenas conceitos, que na prática valem zero. Muitas vezes por amor até conseguimos o grande feito de calcar os nossos valores. E muitas vezes isso não é necessariamente mau.

A vida é para ser vivida, com tudo o que de ser humano imperfeito temos. A perfeição não existe, aceitar isso é começar a viver.

Buxexinhas disse...

Que engraçado... Para mim a música é o oposto... Uma crítica às mulheres que não vem nada de bom no seu companheiro... Que não lhe dão valor... Só os maridos das outras é que são a plenitude da perfeição... Pode ter o lado feminista também... De qualquer maneira gosto muito da melodia da canção! :) Beijinhos***

Gonçalo disse...

Carolina:

Oba...vou ter que ir cuscar! :)

Gonçalo disse...

Raven:

Sabes bem que é por estas e outras opiniões que gosto de ti. Mantém essa atitude, auguro-te um excelente futuro, mesmo!

Beijocas grandes :)

Gonçalo disse...

Ana:

Concordo com o teu conceito sobre a vida e as relações humanas. De facto há gente que se limita imenso e deixa de viver por demasiados dogmas. Eu percebo na própria pele as tuas palavras. A única coisa que aponto aqui é a despersonalização das mulheres numa atitude obsessiva perante os homens. É para essas mulheres que escrevo estes últimos textos. Isso para mim já passa dos limites da existência! Mas também percebo que cada um escolhe a liberdade da sua existência. Isto será apenas um tópico para reflexão :)

Beijinhos grandes :)

Gonçalo disse...

Buxexinhas:

Mas eu também concordo com a tua interpretação. As mulheres acham que "a galinha da vizinha será melhor que a minha". Mas será mesmo? Aí está o cerne da questão!

:)

Kim III disse...

A Raven estava inspirada! que boas fotos :)
Gosto bastante dessa música, ouço-a sempre no carro, é fofinha.

Manuel Luis disse...

Poi há, infelizmente, mas está a mudar!
Alguns são assim, mas todas escolhem um para sua companhia.