terça-feira, 8 de junho de 2010

Brisa da Música: “Longe” de Pedro Abrunhosa

Nos álbuns de Pedro Abrunhosa a dificuldade passa pela escolha de uma música de eleição e este é, de “Longe”, um tesouro de emoções!

Comecei por ouvir o primeiro single deste álbum no concerto acústico no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, na altura apaixonei-me e quis “Fazer o Que Ainda Não Foi Feito”. Antes da saída do novo álbum, cheguei a passar várias vezes pelo Youtube para ouvir um excerto desta música ao vivo.

Mais tarde, tive a oportunidade de ouvir o novo álbum sem grandes atenções para letras ou sonoridades, apenas para sentir, libertar-me e apaixonar-me pelas músicas naturalmente.

E nesta viagem de sonhos, descobri duas músicas que encheram o meu coração e servem ao mesmo tempo de duas homenagens. A primeira, “Se Houver um Anjo da Guarda” dedico-a a mim e ao meu sentido de existência, e a segunda, “Capitão da Areia”, dedico-a a todas as crianças do mundo, mas especialmente às minhas, aos meus afilhados lindos, bonitos e maravilhosos.

Do “ Longe” faz-se perto! Divirtam-se!




Pedro Abrunhosa – Se Houver um Anjo da Guarda

Um homem contou-me
Que da montanha
Se toca o céu,
Que se encontrou ao subi-la
Mas ao descê-la
Se perdeu.
Viu rastos de cobra
E pegadas de leão
“Esta vida não sobra
Quando se olha para o chão!”

E tentou fugir do trilho,
Beijou o tempo como a um filho,
Acordou numa alvorada,
Já sem nada para esconder
E então falou assim:

“Se houver um Anjo da Guarda
Que me abrace
E se guarde dentro de mim,
É tão só estar só no fim.”

Outro homem contou-me
Que da cidade
Se vê o mundo,
Que é tão doce o desejo,
Que nenhum beijo
É profundo.
Viu escadas de ouro
E telhados de rubi,
Pensou que o maior tesouro
É cada qual saber de si.

E tentou fugir da sombra,
Dizer à luz que não se esconda,
Correu as ruas, uma a uma,
Já sem nada pra perder
E então gritou assim:

“Se houver um Anjo da Guarda
Que me abrace
E se guarde dentro de mim,
É tão só estar só no fim.”




Pedro Abrunhosa – Capitão da Areia

À noite,
Há fadas pelo céu,
Gigantes como eu,
Cuidado!
Há sombras na janela,
Peter Pan dança na estrela,
Não acordes na viagem.
Conta-me uma história
De tesouros e luar,
És capitão da Areia,
E pirata de Alto Mar
Agora,
As cortinas têm rostos,
São fantasmas bem-dispostos,
Cuidado!
O Super-homem está a caminho,
Traz o Panda e o Soldadinho,
Fecha os olhos e verás.
Às vezes
Há dragões que têm medo
E é esse o seu segredo,
Cuidado!
Vivem debaixo da cama,
Brincam com o Homem-aranha,
Vais levá-los no teu sono.
Conta-me uma história
De tesouros e luar,
És capitão da areia,
E pirata de alto mar
Conta-me uma história
Onde eu entro devagar,
És capitão da areia
Diz-me onde me vais levar

23 comentários:

Fragmentos Culturais disse...

... Pedro Abrunhosa é um excelente músico! Saíu da escola de jazz!

Cantor, não, por certo! Mas, lhe chamaria 'diseur' um termo que não encontra perfeita sintonia/signicante em língua portuguesa!

Houve tempos que gostava de o ouvir! Depois desliguei-me por algumas posições tomadas.

Ultimamente, tenho seguido o teu apreço e decidi ouvir aqui atentamente estes dois temas... as 'palavras' me prenderam!

'Se houver um anjo da guarda': acredito profundamente que há! Todos temos 'nosso' anjo da guarda! Uma prece que guardo...
A última estrofe é intensa na fragilidade da vida:
(...)'Se houver um Anjo da Guarda
Que me abrace
E se guarde dentro de mim,
É tão só estar só no fim.'

'Capitão da Areia': uma ternura! Pegando no título (no singular) de Jorge Amado, P.A. (não sei se a letra é sua) percorre o imaginário das histórias de encantar, e apresenta-a quase em ritmo 'lullaby'! Suave! Linda!
E lembrei o poema 'As Fadas' de Fernando Pessoa.

Foi muito bom, esta partilha! As dedicatórias, muito sensíveis!

Bem... desejo que teu 'anjo da guarda' estenda sempre sua asa sobre teu ombro!
E que teus afilhados te 'mimem muito!

Beijinho grande*

EC disse...

Gostei!!

Eli disse...

O Capitão da Areia só protege alguns...

Queria voltar atrás no tempo, só por uns minutos, sabendo o que sei hoje.

:)

Gonçalo disse...

Fragmentos Culturais:

Pedro Abrunhosa deve ser o músico que mais referenciei aqui no meu blogue, e concordo com a denominação de "músico" pela grande qualidade de composição e menor qualidade de interpretação. No entanto, adoro as suas interpretações gravadas no álbum e até mesmo as suas interpretações ao vivo, porque mesmo com algumas lacunas tem uma sensualidade e expressão vocal muito agradáveis. Por isso, concordo com o que li ontem noutro espaço blogosférico que revela que não gosta tanto das interpretações das músicas de Pedro Abrunhosa por outros cantores, porque aquelas músicas estão intrinsecamente ligadas a Pedro Abrunhosa e às suas interpretações únicas.

Da última estrofe da música "Se houver um anjo da guarda" retiro ainda com maior relevo a frase "porque é tão só estar só no fim...". É um grito de alerta para o sentido da existência!

"Capitão da Areia" já é um tema mais calmo e pueril, que recorda a criança e as crianças, numa melodia de caixa de música de recém-nascido.

Um beijinho grande para ti e obrigada pelas tuas palavras sempre enriquecedoras! :)

Gonçalo disse...

EC:

Eu e tu já somos dois a gostar!

:)

Gonçalo disse...

Eli:

Compreendo-te. Mas julgo que o Capitão da Areia protege-nos sempre, assim como os Anjos da Guarda!

:)

Beijinhos **** ;)

Poetic GIRL disse...

Eu por norma gosto de quase todas as musicas dele, escolhes-te bem Gonçalo! bjs

Eli disse...

Por momentos, esqueceu-se

(...)

Gonçalo disse...

Poetic Girl:

Eu também! Avisa-me quando existir concerto no norte!

:)

Beijinhos***

Gonçalo disse...

Eli:

Impressão tua

(...)

Beijinhos****;)

José disse...

gostei muito.

Diaboderoupacurta disse...

Eu não gosto de todas as músicas dele...mas ele tem algumas que me dizem muito! :D

Celisol disse...

Eu tenho a sorte de acreditar que tenho um anjo da guarda, ainda por cima é traquina e muito bem humorado.
E nunca estarei só, nem agora nem no fim :)

Beijinhos pa ti

Susaninha disse...

SIR GONGAS ABRUNHOSA:)
Como andas???
A cantar e a encantar???
SUUUUrrisinhos:)

Gonçalo disse...

José:

Volta mais vezes. O prazer continuará!

:)

Um abraço!

Gonçalo disse...

Diaboderoupacurta:

E quais são os teus sons de estimação do Pedrinho dos óculos?

:)

Beijinhos***

Gonçalo disse...

Celisol:

Só estarás sozinha se quiseres. Os anjos da guarda também têm telemóvel e popó :P

Um beijo, grande *;)

Gonçalo disse...

Susaninha:

Ando bem dispostinho numa vida bastante musical. A minha nota musical neste momento é o "Sol". E a tua?

:)

Beijinhos***

Fragmentos Culturais disse...

... como andas 'silencioso'! Apesar disso, pude ler que estás bem! Óptimo :)

Beijo*
(solinho é bom, mas por aqui quase impossível fruir dele à beira-mar, tanto é o vento)

Gonçalo disse...

Fragmentos Culturais:

Estar bem também é estar bem contigo. Obrigada pela tua presença!

:)

Um beijo iluminado *:)

Fatucha disse...

Que bom poder ouvir estas canções. Não as conhecia e sabem tão bem ouvir!! mto obrigada pela partilha, acho q o Pedro Abrunhosoa está cada vez melhor. Aliás a ultima é dedicada para crianças, mto bom. beijinhos

Gonçalo disse...

Fatucha:

Não rejeito o passado de Pedro Abrunhosa que entra no álbum dos meus fabulosos clássicos, mas este álbum está muito bem conseguido.

Beijinhos grandes ***;)

Anónimo disse...

Não saiu da Escola de Jazz é o Fundador de Escola de Jazz Porto