quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Palavra Puxa Palavra: “O Que Sabem as Pessoas Felizes”, de Dan Baker

Sinopse: Este livro apresenta-nos um programa que revolucionou a vida de inúmeras pessoas infelizes.
Começamos por aprender quais são as duas únicas causas da infelicidade e por delinear um plano para as ultrapassar. Depois, Dan Baker ensina-nos a reconhecer as armadilhas da felicidade – os cinco caminhos ilusórios que usamos para chegar à felicidade, mas que apenas cavam mais fundo a nossa tristeza. Finalmente, revela-nos os seus instrumentos de felicidade, seis truques que, se bem treinados, conduzirão inevitavelmente a mais optimismo, mais coragem, melhor humor e satisfação – ou seja, à felicidade.

“O Dr. Dan Baker criou o livro por que todos esperávamos. É um livro importante, prático, perspicaz, fácil de ler, repleto de pistas que nos conduzem ao caminho para a felicidade.”
Gerald G. Jampolsky, M. D., autor de Amar é Libertar-se do Medo

“Toda a gente quer ser feliz. Mas, se procurarmos a felicidade no lugar errado, sujeitamo-nos a sofrer e a adoecer. Em O Que Sabem as Pessoas Felizes, Dan Baker oferece-nos o melhor da ciência e da espiritualidade, revelando, com profunda sabedoria, como podemos aprender a ser felizes e a deixar de sofrer. Altamente recomendado.”
Dean Ornish, M.D., fundador e presidente do Preventive Medicine Research Institute e professor clínico de medicina na Universidade da Califórnia em San Francisco

“Este livro é extraordinariamente útil e, com os seus ensinamentos, vai fazer aumentar o número de pessoas felizes”
Harold Kushner, autor de Quando Acontecem Coisas Más às Pessoas Boas

“Este livro tem uma história mesmo antes de ser lido. No dia 19 de Fevereiro de 2008, há quase dois anos, uma loirinha de olhos claros totalmente desconhecida pega neste livro encostado à prateleira da livraria e coloca-o na minha mão, revelando ser o livro da vida dela. Para os mais curiosos, é uma história documentada na altura no meu blogue. Comecei a lê-lo passado uns meses, parando no excerto “As 12 qualidades da felicidade”, numa altura em que uma amiga minha passava por alguns problemas pessoais, levando-me a citar este excerto. Não passaram muitos dias até que o livro estivesse na sua mesa de cabeceira, provocando-lhe momentos de grande emoção durante a leitura, e sendo considerado um dos melhores livros da vida dela. O livro regressa ao meu poder, distinguindo-se dos restantes livros de Psicologia Moderna ou Positiva pela sua abordagem científica e de investigação às diversas Teorias da Felicidade, o que se torna, por vezes, algo monótono. No entanto, está recheado de diversas histórias que permitem ao leitor reviver também momentos actuais, dando-lhe um sentido pragmático bastante interessante e construindo teorias pelas quais me identifico na sua globalidade. O excerto acima referido é um belo exemplo, fazendo-me recordar um dos primeiros textos no meu blogue intitulado “A Teoria da Felicidade”. Não sei se aceitarão esta sugestão, acredito que o que é vosso a vocês virá, mais cedo ou mais tarde, tal como demonstram as últimas palavras da loirinha de olhos claros para mim: “Segue o teu instinto!”. Eu segui, e bem!”
Gonçalo Cardoso, autor do blogue O Sabor da Palavra

6 comentários:

Anónimo disse...

As pessoas felizes sabem muitas coisas...menos sobre o medo, porque este não faz parte das pessoas felizes :)
"O que sabem as pessoas felizes" foi um livro que demorei tanto para encontrá-lo nas livrarias de Lisboa, mas encontrei :) e, graças à sua indicação que servir-me bem desta leitura...que traz grande semelhança com o meu modo de pensar e de agir, rumo à felicidade.
É impossível, para mim, refletir sobre os escritos no livro sem falar também sobre o mestre JESUS, que,conhece tão bem a nossa mente e prescruta o nosso coração. Por isto, recomendo esta leitura sentando ao colo de Jesus :)

Sugiro a vc, Gon, apresentar várias partes do livro em seu blog, para partilharmos nossas ideias e experiências...afinal é um livro que se encontra com pouco estoque, quiçá até esgotado, e nem por isto ficará fora de circulação ;)

Um beijo, um cheiro e um abraço forte...fique com Deus.

Flávia

Gonçalo disse...

Flávia:

Numa altura em que reflicto tanto sobre a felicidade, é curioso assumir que a felicidade existe em pessoas que quebram barreiras físicas e rasgam mares para se sentirem mais próximos e, acima de tudo, sentirem-se bem!

Falar deste livro e falar da felicidade é falar também de Jesus, porque a felicidade é Amor, e Jesus é a referência humana do Amor!

Segui a tua sugestão e já comecei a partilhar a riqueza desta obra com o público em geral. Agora agarrem esta felicidade, se quiserem!

:)

Um beijinho grande para ti, na testa *:)

Fragmentos Culturais disse...

Geralmente fujo deste tipo de 'livros de receitas' para se ser feliz!
Cada ser é suficientemente rico na sua interioridade para o ser, se o quiser... e se os ventos do 'destino' o protegerem!

Beijo,

Gonçalo disse...

Fragmentos Culturais:

Concordo contigo. Todo o ser humano tem o poder suficiente para resolver os seus problemas de forma independente. No entanto, estes livros recordam esse poder e alimentam alguma espiritualidade em falta!

Um beijinho grande para ti *;)

Ana disse...

Este livro é um must, eu adorei, mas tb sou um bocado suspeita.
Achei lindo o teu post, em principio por ser enorme, em segundo porque focaste pontos que a maioria das pessoas não sabe, não acredita, nem quer acreditar, mas nós temos que continuar a batalhar para que entendam que nada existe por acaso, e que nada nos aparece nas mãos se nos encostar-mos a uma parede a chorar.
Adorei.

Um Beijão

AnaBorges

Gonçalo disse...

Ana:

Compreendemo-nos muito bem e ambos sabemos que a vida é curta demais para perder tempo com excessivas lamúrias e passividades. Continuo a dizer, o caminho faz-se caminhando...

Um beijo, grande *;)