quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

A minha mensagem de Natal 2014

Anos e anos a querer um Natal como este, com o verdadeiro espírito de união e família e o coração cheio por quem não esqueço e por quem veio para não me fazer esquecer. Anos e anos a acreditar e com a esperança de um dia rasgar com o passado que impacienta e nos torna ao mesmo tempo mais crentes numa fé própria. 

Este é o Natal, a época em que podemos parar e rever-nos no nascimento das nossas pequenas conquistas, no reinventar dos nossos pequenos milagres e puxar para o futuro os nossos feitos maiores. 

O Natal existe mesmo e está ao alcance de todos. Sejam pacientes, acreditem no vosso amor próprio e desfrutem das pequenas coisas da vida com o coração cheio. Assim será a origem de tudo, o nascimento de uma nova alegria, o encontro com a nossa essência. 

Assim será o Natal, todos os dias das nossas vidas.

Sejamos felizes! 

Música: Azeitonas - Nos desenhos animados (nunca acaba mal)

3 comentários:

Anónimo disse...

Olá Gon :)FELIZES DIAS NATALINOS!
Tão bom sentir com intensidade o natal todos os dias e, ainda, ser surpreendido com pessoas especiais guardadas no coração e,por vezes, distante fisicamente.
Tu és uma das presenças especiais que desejo ter ao comemorar o natal...esoero, com fé, alcançar esta alegria :)
O meu natal também aconteceu de forma intensa e especial :)
Beijo grande. Fique com Deus

Anónimo disse...

F
E
L
I
Z
E
S
DIAS DE
N
A
T
A
L
:) Um abraço forte.Saudades de ti!
Fique com Deus ;)

driftin' disse...

«...Anos e anos a acreditar e com a esperança de um dia rasgar com o passado que impacienta e nos torna ao mesmo tempo mais crentes numa fé própria.»

...

A impaciência é, muitas vezes, o equívoco que nos impede de saborear os dias como se fossem o reflexo de um sonho. Talvez seja uma coisa passageira - a urgente necessidade de saltar etapas e mergulhar na madrugada de um futuro que não tardará a ser passado também.

Que seja então, em cada dia, o instante de reinventar a alegria. Esse pequeno milagre que, se calhar, nos proporciona o reencontro com os dias que nos ajudaram a crescer.

...Ou com a saudade que ficou!