quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Agir para Reflectir, Reflectir para Agir: Dádiva!

"Torna a tua vida uma dádiva. Lembra-te sempre, tu és a dádiva!
Sê uma dádiva para todos os que entram na tua vida, e para todos em cujas vidas entras. Tem o cuidado de não entrares na vida de outra pessoa se não puderes ser uma dádiva.
(Podes sempre ser uma dádiva, porque és sempre a dádiva - contudo por vezes não te permites sabê-lo).
Quando alguém entra na tua vida inesperadamente, procura a dádiva que essa pessoa veio receber de ti.
(...)
Por que outra razão pensas que uma pessoa vem até ti?
Digo-te: todas as pessoas que já vieram até ti vieram receber uma dádiva tua. Ao fazê-lo, oferece-te uma dádiva - a dádiva de experienciares e realizares Quem Tu És.
Quando vires esta simples verdade, quando a compreenderes, verás a maior de todas as verdades:

NADA VOS ENVIEI
SENÃO ANJOS"

In Conversas com Deus - livro 2, de Neale Donald Walsch

Não acredito em coincidências, para todas os momentos, coisas e pessoas há uma explicação maior e apetecível de descobrir. Falando de pessoas, já as descobri de forma pouco ortodoxa, mas quanto menos ortodoxa a forma de descoberta, mais apetecível a sua explicação maior. Efectivamente, temos que conhecer determinadas pessoas, na lógica da partilha de dádivas! E algumas só podem ser Anjos!

E vocês, já perceberam a dádiva específica que posso ser nas vossas vidas? E qual o vosso papel na minha vida? Descubram e contem-me tudo!


Imagem: http://blog.opovo.com.br/cartasdetododia/a-dadiva/dadiva/
Música: The Gift - Les Tulipes de Mon Jardin (The Perfect You)

18 comentários:

Carolina Tavares disse...

Querido tu estás no grupo de poucas pessoas que se um dia eu for a Portugal gostava imenso de conhecer pessoalmente.

Sinto em você um grande amor pelo ser humano, tu és uma dádiva. Cultive sempre esse coração bom e o amor que há em ti. Penso que de pessoas como tu se tem vontade de se estar junto e conviver.

Quem sabe um dia ainda nós poderemos nos dar um gostoso abraço. Por enquanto fica aqui registrado o meu desejo e apreço.

Beijos queridos

Gonçalo disse...

Carolina:

Mesmo separados por um mar imenso, só uma sensibilidade como a tua pode descobrir-me tão bem!

Sou isso e mais um abraço que te pretendo dar muito em breve.

Quero a Carolina Tavares em Portugal!

:)

Beijinhos grandes ***

Moi disse...

Dádiva não sei... mas que há pessoas que imperativamente têm de cruzar o nosso caminho, e nós o delas, sim, acredito nisso.

E é o nosso caso!
Nada é por acaso!


Beijo grande :-)

Gonçalo disse...

Moi:

O nosso caso é exemplar para aquilo que pode não parecer mas é! Somos inevitáveis, um para o outro!

Beijinhos :)

Raven disse...

Concordo com cada palavra escrita. Tudo tem um sentido, é a lei da atração.

Buxexinhas disse...

Primeiro, adoro este livro e esta música... Segundo, não acredito em coincidências... e terceiro, cada um que passa na nossa vida, deixa sempre um pouco si em nós! É sempre uma dádiva! :) Beijinhos ;)

Gonçalo disse...

Raven:

E já descobriste o teu papel na minha vida?

:)

Gonçalo disse...

Buxexinhas?

E que dádiva trarás à minha vida?

:)

Buxexinhas disse...

Logo logo verás!!! ;P

Eli disse...

E às vezes pensamos que os obstáculos, são pedras para tropeçarmos no nosso caminho, mas, se formos a ver bem, essas rochas são sólidas e funcionam como degraus.

Força!

:)

P.S. Sobre umas outras histórias, partilho só contigo... publicar é um ato de partilha abeçoado.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Conheço o autor e dois livros dele. Nao o considero exactamente um "must" ou uma revelação, mas tem coisas interessantes como esta que citas.

De facto, Gonças, a Dádiva é um tema que dá para ver de diferentes prismas, tal como tudo o que é vago e abstracto. Mas tentanto agarrar no conceito mais ou menos consensual, e tentando responder à tua difícil pergunta, penso que esse é precisamente o teu dom. A Dádiva.

Sempre que te conheci, conheci-te da entrega, do bem estar colectivo, da tentativa de harmonia entre tudo e todos. Diria que até demais, porque como também ja te disse pessoalmente e por telefone, nao nos devemos subssumir aos estados de alma do outro só para estarmos bem com ele, porque se o outro se insurge, se irrita, se amua, porque nao podes tu fazer o mesmo? E o outro aqui é qualquer outro!

Por isso, Gonças, quando perguntas "já perceberam a dádiva específica que posso ser nas vossas vidas? E qual o vosso papel na minha vida? Descubram e contem-me tudo", e partindo do principio que seja mais dirigido ao sexo feminino mas também salvaguardando que a amizade nao tem sexo, eu responderia que a dádiva que podes ser na minha vida é aquela que já foste: de uma amizade que partilha; e sobre a outra pergunta, qual o nosso papel na tua vida, bem, pelo menos nunca deixei de estar presente também no silencio, nem que fosse por uma palavra, uma resposta, um ola. Porque tal como a amizade nao tem sexo (bem como o amor, claro), assim os amigos podem continuar a emanar essa dádiva de quando em vez, sem cuidar apenas de querer receber.

És uma das poucas pessoas simples e humildes que vou conhecendo da net, de um coração enorme, que partilha as suas fragilidades como sinal de humanidade, mas talvez muito receoso de nem sempre gerar consensos ou de te aborreceres contigo mesmo se a tua diplomacia nao tiver chegado a tanto. Nao ha diplomacia na amizade, nao devia haver, mas respeito sim, e esse nao precisa de palavras explícitas mas de actos genuinos e puros: como a Dádiva :)

Um grande, grande abraço, Gonçalo.

Anónimo disse...

Olá Gonçalo.
A dádiva és tu mesmo!
Abraço.
Zé António

Gonçalo disse...

Buxexinhas:

E estou a gostar!

:)

Gonçalo disse...

Eli:

Estou ansioso por saber das tuas novidades :)

Gonçalo disse...

Lobinho:

Porque razão as perguntas são dirigidas mais ao sexo feminino? A pergunta é feita aos leitores do meu blogue como tu :)

Não me considero diplomático, considero-me assetivo, e a diferença está nas verdades por vezes duras que posso dizer. Aconselho-te a ler o meu último texto "Realismo" e descobre que a minha verdade pode quebrar relações e opiniões, mas acima de tudo é minha e nada receosa. Apenas um exemplo :)

Um grande abraço e aparece sempre porque gosto de uma boa discussão saudável :)

Gonçalo disse...

Zé António:

O teu reconhecimento é um orgulho para mim!

:)

Um abraço!

Ana Sofia disse...

gostei muito do seu blog, estou a seguir

Gonçalo disse...

Ana Sofia:

Volta sempre. Beijinhos *** :)