sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Sinais de Férias: Lanzarote

O tempo não está muito diferente do que deixei em Portugal. Nebulosidade matinal, vento (muito vento!) e o sol a abrir lá para o final da tarde. As noites são mais do mesmo. Fazem-me lembrar as noites de Novembro.

O espaço é agradável dentro do Hotel. Um edifício com vestígios de antiguidade mas mesmo assim imponente e talvez o mais bonito em que já estive. A piscina com vista para o mar e bebidas à discrição fruto da pulseirinha da liberdade levam-me para o conforto e bem-estar desejado. A literatura também não tem faltado e comida é coisa que há em quantidade e qualidade.

Fora do Hotel, chamar praias a pequenos espaço de areia e rochas à beira-mar é algo forçado. Pelo que vi, Portugal bate mais uma vez a Espanha no campeonato das praias. E a água do mar apesar de mais agradável, lembra-me sempre que a Figueira da Foz num dia de calor (muito calor, vá lá...) pode chegar a este nível...

Duas coisas voltam a incomodar o meu sentido patriótico. Não percebo como será possível receber turistas portugueses sem o mínimo de esforço para falar na nossa língua. Em Portugal somos poliglotas e adaptáveis a qualquer turista (se calhar até para um turista chinês fazemos um esforço!), mas em Espanha apenas ouvimos duas línguas. São o espanhol e o inglês, convencendo-se que o espanhol é a língua oficial da Península Ibérica e que os portugueses facilmente perceberão uma língua enrolada e muitas vezes reproduzida a uma velocidade assustadora. Por estas e por outras continuo normalmente a falar o meu português em Espanha e se calhar os agentes turísticos portugueses assim deveriam receber os espanhóis no nosso país.
Depois, temos de novo as publicações periódicas que faltam para os turistas portugueses mas abundam para os outros países. Até quando continuaremos a fazer figura de palermas no turismo português?

Contudo, sinto que este ano há menos portugueses nas minhas férias internacionais. Será mais um sinal da crise ou Lanzarote e Portugal só tinham relação através de Saramago?

Sejam felizes, divirtam-se!


(Música: Don Omar - Danza Kuduro)

14 comentários:

just me disse...

=) somos mesmo um Povo extraordinário! Até na nossa capacidade linguística! Talvez seja apenas fruto de uma enorme generosidade nacional...é que somos mesmo(e também) um Povo de coração grande!

Anónimo disse...

Menino do sorriso lindo,
Tens merecidas férias e, de fato, a vista panorâmica do hotel, leva-me a sentir o lugal tal qual como relata.
Cada ambiente tem sua beleza própria, o que muda nestes espaços é a sutileza no "olhar".
Acredito que a ponte que une esta ilha à Portugal liga o ontem, o hoje e o amanhã, fazendo de cada relato turístico uma nova história, de tudo aquilo que o próprio Saramago poetizou.

Desejo-lhe um final de semana abençoado, cheio de paz, saúde, alegrias.
* Sinto saudade de vc mas, ainda assim, feliz por saber que anda a divertir muitoooooooooooo.
Beijo. Não vejo a hora de "matar a saudade" ;)

Anita disse...

Gonçalo nós portugueses somos especiais! Beijinho e boas férias, Anita

Carolina Tavares disse...

Senti o mesmo quando estive na Espanha, com agravante, eles odeiam brasileiros, são muito mau humorado no geral. Não gostei nenhum pouco dos espanhóis, mas gostei da Espanha.

Beijos e boas férias, com o descanso merecido.

izzie disse...

Uuuuh! :)
Também quero... para a próxima leva-me na mala, tu sabes que eu caibo ;)

Beijinho,

Gonçalo disse...

Just Me:

A generosidade nacional por vezes julgo que apenas se exporta. Valia a pena reflectirmos também sobre isto. Fica para a próxima!

:)

Gonçalo disse...

Flávia:

Este texto é mais uma sutileza no olhar que fica e identifica esta ilha onde estive. Valeu a pena!

Beijinhos grandes ***

Gonçalo disse...

Anita:

Uns mais especiais que outros, mas a cor branca também vive da cor preta.

Beijinhos e aparece sempre!

Gonçalo disse...

Carolina Tavares:

Se com os portugueses mal se adaptam, com os brasileiros que adornam ainda mais o "desconhecido" português devem ser incompreensíveis. Mas também há qualidades na Espanha. Gente com aspecto saudável, por exemplo...

Beijinhos*** :)

Gonçalo disse...

Izzie:

Sim, tu até és uma miúda bem arrumadinha. Lavadinha, também, como gosto!

:)

Carolina Tavares disse...

Gente com aspecto saudável é ótimo! Fez-me rir.

Gente com aspecto saudável... ahaha... e com humor depreciável... Lamento mas não consigo gozar se não estiver de bom humor.

Divirta-se, no seu melhor.

Meeee disse...

A malta portuguesa com dinheiro para viajar vai por modas... Lanzarote não esta na moda este ano. lololl

Gonçalo disse...

Carolina:

O humor depreciável e o aspecto saudável pode tornar-se incoerente até ao momento em que pensarmos que o fel pode conservar!

Beijinhos *** :)

Gonçalo disse...

Meeee:

Pois. E como não tenho dinheiro e não sou de modas, fui para Lanzarote!

:)